Publicado em 23/11/2010 as 12:00am

Brasileira sobrevive a grave acidente e afirma:'Eu vi a morte de perto'

O americano que atingiu o carro da brasileira estaria fazendo um 'racha' em Daytona Beach - FL, onde perdeu o controle de seu veículo. Tevin Nathan Only, de 18 anos, morreu na hora.

 

A brasileira de 32 anos, Liliane Soares, viu a morte de perto, quando ela foi dirigia a caminho da casa de uma amiga, para jantar, na direção Sul da Nova Road, na Flórida. Um Nissan, dirigido pelo jovem Tevin Nathan Only, de 18 anos, derrapou e capotou na pista contrária, em direção ao carro da brasileira, batendo no teto e levando os dois carros para fora da pista. O americano morreu instantaneamente,  a brasileira se manteve consciente dentro do carro, presa sob as ferragens.

Segundo testemunhos da brasileira aos policiais, ela passou vários momentos confusa dentro do carro ,tentando imaginar o que possa ter ocorrido, e surpresa que ela tenha sobrevivido ao grave acidente. Alguns minutos depois, um  grupo de policiais, bombeiros e paramédicos apareceu no local, onde a retiraram do veículo e se impressionaram com a fato da brasileira ter saído ilesa do episódio. “ Eu vi a morte , e tudo o que eu poderia fazer era gritar para que Deus me salvasse” disse ela, para o jornal NewsJournal. “ O rapaz quase me matou. Eu tenho orado e agradecido Deus desde o momento do acidente” continuou ela.

A polícia de Daytona Beach disse que Tevin perdeu o controle do carro por conta da alta velocidade na qual conduzia o veículo, que pertence à sua vó. O pai do garoto, Troy Only, disse que seu filho estava voltando para casa, quando o incidente ocorreu, por volta das 8:30 p.m.. Segundo o chefe de polícia Mike Chitwood, o americano estaria fazendo um ‘racha’ com um amigo na rodovia. De acordo com um relatório do acidente, Only ultrapassou um carro na frente dele, mas encostou em parte do acostamento na hora da manobra, e por causa da alta velocidade, perdeu o controle.

A família do americano pediu para que se pegasse o testemunho do treinador de football do jovem na escola Peachtree Ridge High School in Suwanee. Segundo o treinador Bill Ballard, Only foi ‘um grande jogador e uma ótima pessoa’. Para Ballard, ele não sabia que o jovem costumava andar em alta velocidade e que poderia se envolver com ‘rachas’ em estradas.

Já a Liliane Soares, de Palm Coast, disse que ela não tinha a menor idéia que o americano realizava um racha. Ela não ficou gravemente ferida e teve alguns arranhões nos braços e nas pernas, além de alguns ferimentos ao longo do corpo. Ela foi levada pro Halifax Health Medical Center, mas recebeu alta no mesmo dia. Apesar de ter sobrevivido, ela ainda tenta se recuperar do trauma emocional da batida. “ Eu senti que ia morrer. Toda vez que fecho meus olhos, eu continuo a ver aquele carro voando na minha direção e pousando logo em cima de mim” testemunhou a brasileira.

Fonte: (Da redação)