Publicado em 15/12/2010 as 12:00am

Senador Brown afirma : 'Votarei contra o Dream Act'

O senador federal por Massachusetts, Scott Brown, disse nessa segunda- feira (13), que não vai apoiar o Dream Act, por achar que o projeto é uma 'anistia disfarçada'

 

O senador federal por Massachusetts, Scott Brown, disse nessa segunda- feira (13), que não vai apoiar o Dream Act, por achar que o projeto é uma ‘anistia disfarçada’ .

Falando para repórteres num evento filantrópico da Salvation Army, em Boston, ele disse que não irá votar a favor da medida, apesar dos intensos meses em que ativistas e até o presidente da Harvard University, Drew Faust, realizaram forte pressão na tentativa de conscientizá-lo acerca do projeto.  “ Eu não apoio isso, para mim é uma anistia camuflada de lei, eu não sou a favor disso” afirmou.

Segundo a proposta, jovens indocumentados  podem se qualificar para a residência permanente legal se provarem que chegaram ao país antes dos 15 anos, completaram o high school e já estão no segundo ano do College ou querem se alistar ao exército.  O Senado está marcado para votar a medida nesta semana, mas não há certeza de que o projeto terá votos suficientes para vencer a oposição republicana à iniciativa.

Brown tem sido um dos principais alvos dos ativistas, educadores e líderes religiosos, que tentam convencer o senador de que a medida é um passo importante frente à uma reforma mais ampla e compreensiva do setor de imigração. Por meses, ativistas em favor da causa tem realizado manifestações, marchas, e até mesmo greves de fome para angariar os holofotes acerca do tema. Em setembro, o senador Brown já tinha acionado pela oposição à iniciativa, dizendo que ‘aqueles que defendiam a questão estavam brincando com a política e com o fundo militar para custear a anistia de certos imigrantes’.

Apesar das recentes demonstrações de oposição, ativistas se mantém confiantes que Brown possa apoiar a medida após escutar testemunhos de estudantes de Massachusetts. Dos quais muitos foram trazidos pelos pais quando ainda eram crianças. “ É triste que o senador Brown tenha decidido por ir contra a opinião pública no tema. Anistia implica perdão. Como você não cederia perdão para jovens inocentes que não fizeram nada de errado?” questiona Kyle de Beausset, uma americana que se filiou ao Student Immigrant Movement, em solidariedade à causa. A brasileira Renata Teodoro, de 23 anos, afirma que a negativa de Brown não desanima o seu otimismo em ver o projeto aprovado. “ Essa notícia não vai me fazer parar de tentar persuadir ele e outros senadores acerca do Dream Act. Eu estou desapontada, mas não desencorajada” disse à jovem ao jornal Boston Globe.

Fonte: (Da redação)