Publicado em 17/12/2010 as 12:00am

Brasileiro ganha prêmio da Marinha norte-americana

Aproximadamente 1000 militares concorreram ao prêmio Military Excellence Award. O brasileiro Renato de Freitas, 21 anos, ficou em primeiro lugar.

 

O curitibano Renato de Freitas, atualmente servindo à Marinha norte-americana, foi congratulado no começo de Dezembro por um prêmio que é considerado um dos mais importantes do órgão.  Durante o treinamento chamado de Boot Camp, aproximadamente 1000 soldados realizaram treinamentos de forte exigência física e mental, no centro militar em Illinois.  Dentre todos os participantes, o brasileiro foi escolhido o melhor de todo o programa.

A mãe do jovem de 21 anos, Licínia Houy, reside em Everett- MA, e foi noticiada do fato por uma carta enviada pelo U.S Navy. “ Foi uma surpresa. Sempre soube que meu filho tinha um enorme potencial, muito inteligente e dedicado em tudo o que fazia, um verdade ‘menino de ouro’. Mas não esperava que ele recebesse um prêmio tão importante, logo na fase do treinamento oficial. Foi praticamente um presente de natal” relata a brasileira, que revela que agora o filho se prepara para um novo desafio. “ O Renato irá iniciar um curso de Nucleo Technician, caminhando pela carreira acadêmica” completa, sem conseguir esconder o orgulho pela vitória do filho, que recebeu uma medalha pelo prêmio, nomeado Military Excellence Award.

Sobre as possibilidades de o curitibano ser enviado ao Iraque ou o Afeganistão, ou até para outras bases militares norte-americanas espalhadas pelo mundo, ela não esconde a  preocupação, embora seja convicta que o potencial do seu filho será utilizado em áreas mais estratégicas ao invés de ser colocado em combate.  “Acho que a possibilidade é mínima se levarmos em consideração que ele é visto como um reforço intelectual e estratégico, ao invés de uma simples força militar, de batalha. Existe sim, a chance de ele ser enviado a alguma base militar fora do país, mas sempre no setor estratégico, de inteligência” salienta Licínia, que atualmente administra uma companhia de limpeza, mas planeja voos mais altos. “Acho que o conhecimento nunca é demais. Estou sempre estudando e aprimorando meus conhecimentos para um dia embarcar em uma nova carreira. O meu filho é um exemplo para muitos brasileiros que um dia querem se destacar nos EUA, e ter um carreira de ascendência e planejamento. Espero que o reconhecimento do trabalho dele influencia e motive outros jovens brasileiros a buscar o mesmo caminho” afirma.

Fonte: (Da redação)