Publicado em 3/01/2011 as 12:00am

Joe Rizoli novamente ataca brasileiros em Framingham/MA

Famoso por seu forte engajamento anti-imigrante, o apresentador de TV Joe Rizoli, lançou carta afirmando que a solução para o sistema educacional de Framingham é restringir os jovens indocumentados

 

Conhecido por seu forte engajamento e posicionamento anti-imigrante, o americano Joe Rizoli divulgou nessa semana, uma carta-resposta à uma matéria de um jornal local de Framingham –MA, pontuando que um dos grandes problemas econômicos da cidade é subsidiar o ensino público dos jovens indocumentados.

A carta, divulgada pela própria divulgação, protesta com a relação á matéria ‘Saving Framingham’s schools’ ( Salvando as escolas de Framingham), descrevendo-a como ‘ insanidade total’. O americano, que tem um programa local na cidade focado em protestar contra os imigrantes, e principalmente os brasileiros que residem na região, não economizou nas críticas aos jovens imigrantes. “ Porque você não descobre quanto de dinheiro as famílias desses jovens enviam para fora do país? Nós temos uma despesa de $25 milhões com a educação desses indocumentados e o autor da matéria nem mesmo colocou isso em questão. O melhor que podemos fazer é nos livrar dos ilegais e salvar a cidade desse rombo” disse ele, citando a proposta do jornalista em exigir dos mais ricos da cidade, uma maior contribuição tributária afim de cobrir o buraco no orçamento, que poderá levar a cidade a cortar custos na educação, causando a demissão de professores e o aumento no número de alunos nas salas de aula.

No artigo escrito pelo liberal Herb Chasan, existe o questionamento se o déficit no setor público não poderia ser pago pelo mais ricos da cidade, em vez de adotar a política tradicional de corte nos gastos, que afetaria a qualidade do ensino público. “Framingham abriga mais de 2,860 famílias que fazem mais de $150.000 por ano. Se cada uma dessas famílias pagasse mais $1.000 ao ano, grande parte do problema estaria resolvido. Poderíamos relançar alguns programas que deram certo, e garantir o bom sistema de educação, que é uma das nossas prioridades” disse o jornalista. Já Rizoli, retrucou. “ Agora, Herb e seus amigos liberais querem colocar o peso no contribuinte. Temos que nos livrar dos indocumentados se queremos ter a nossa cidade de volta” respondeu o ativista.

Rizoli já defendeu prisão de imigrantes na cidade

Com seu irmão Jim, Joe já protagonizou momentos de verdadeira discriminação em seu programa de TV. Em 2008, um episódio chamou a atenção e causou a preocupação dos ativistas pró-imigrantes. Eles exibiram imagens de uma manifestação de imigrantes com um fundo musical que dizia: "Essa não é a minha América".No depoimento de um brasileiro, que reconhece ter entrado ilegalmente no país, surge a legenda:"Por que ele não está preso?". Em frente ao comércio local brasileiro, Jim Rizoli diz: "Isso é terrorismo econômico. Eles já derrubaram o World Trade Center, agora querem nos sufocar economicamente".

Jim, dono de uma limpadora de carpetes, e Joe, motorista de ônibus, são os fundadores de um grupo que exige tratamento mais duro para os imigrantes. Só ilegais, eles dizem. Eles próprios são netos de imigrantes italianos. São conhecidos como os gêmeos anti-imigrantes.

Fonte: (Da redação)