Publicado em 5/01/2011 as 12:00am

Brasileiro é preso dirigindo bêbado com 4 crianças

Todas as 4 crianças são menores de 12 anos e estavam sem cinto de segurança durante a abordagem policial

 

Um brasileiro de Marlborough foi preso no sábado(01), após ser pego dirigindo embriagado e com 4 crianças em seu carro. Luis Monteiro, de 37 anos, foi parado próximo à Hosmer Street na tarde do primeiro dia do ano e imediatamente preso.

Os policiais viram o carro do acusado cruzando duas linhas de trânsito e invadindo uma direção contrária. Após ser parado, eles desconfiaram da sobriedade de Luis e solicitaram um teste do bafômetro na delegacia. As crianças que estavam no carro eram menores de 12 anos, segundo informações dos investigadores do caso.

Ao ser levado para a delegacia e realizar o teste, o nível de álcool encontrado no sangue do brasileiro impressionou os policiais. Ele estava com um nível de 0.17% , mais que o dobro do limite de 0.08%.

Ele agora enfrentará acusações de dirigir sob influência de álcool, ultrapassar faixas de trânsito, promover risco à crianças passageiras, OUI, e por levar crianças entre 5 e 12 anos no carro sem cinto de segurança.

O juiz David Cunis determinou que Luis Monteiro fosse liberado sem fiança mas terá que responder a um julgamento marcado para 28 de Fevereiro.

 

Caso é o segundo desse ano envolvendo direção perigosa e crianças

No dia 19 de Maio, a polícia de Framingham, abordou um veículo no centro da cidade, sob suspeita de que o condutor estava em estado de embriaguês. Quando o carro foi interceptado, os policiais encontraram em seu interior uma criança de dois anos de idade e “não havia cinto de segurança na cadeirinha que ela sentada”.

Ronival D. Pires, de 30 anos, foi preso na Columbia Street, e apesar do alto forte cheiro de álcool, os policiais comentaram que ele negou estar alcoolizado. Segundo o porta-voz da polícia, Ron Brandolini, alguém ligou para a polícia denunciando que uma criança estaria sozinha no carro. “O veículo estava no estacionamento da Tedeschi´s, por volta das 17h30, quando a denúncia foi feita”, acrescenta.

Fonte: (Da redação)

Top News