Publicado em 7/03/2011 as 12:00am

'Queremos a confiança dos brasileiros' afirma chefe de polícia

Retornando ao programa Conexão Brasil, da rádio WSRO 650 AM, na quinta feira (03), Steven Mazzie reinterou que Departamento de Polícia de Everett quer estreitar as boas relações com a comunidade brasileira

Retornando ao programa com o intuito de discutir assuntos relativos aos imigrantes, como a carteira de motorista e esclarecer sobre a atuação em novas leis, como a expansão do Secure Communities, o chefe de polícia de Everett – MA, Steven Mazzie, novamente foi o convidado do Conexão Brasil, da rádio WSRO 650 AM, de Framingham – MA,  na quinta feira (03).
O programa, que já teve como convidados outros chefes de polícia anteriormente, como os das cidades de Milford, Framingham e Marlborough, recebeu o representante de Everett, cidade conhecida por contar com uma grande comunidade brasileira. Entre os assuntos discutidos, a carteira de motorista para indocumentados voltou a  dominar grande parte do programa. “ É uma das principais preocupações da nossa comunidade. Muita gente ainda mantém a esperança de um dia Massachusetts fornecer a carteira de motorista para indocumentados como ocorre em outros estados como Washington. Ele mais uma vez se posicionou a favor, justificando que a documentação ajudaria no trabalho policial, e credenciaria os bons motoristas a estarem trafegando pelos limites da cidade” afirma o âncora, Ilton Lisboa. Na última vez que esteve no programa, Steven Mazzie pontuou um detalhe importante e que poucos tem conhecimento. Qualquer carteira de outro estado só é válida por 90 dias por alguém que reside em Massachusetts. Após esse período, a habilitação não é mais válida no estado.
Com mais destaque para a discussão do Secure Communities, o chefe de polícia frisou que a polícia só vai atuar em parceria com o ICE, quando envolver crimes violentos e que sejam passíveis de prisão. “Os imigrantes abordados por questões menores podem ficar tranqüilos, só queremos o criminosos perigosos e violentos” disse o policial. “ O programa é um plano federal que combate criminosos que estão ameaçando a segurança da nossa população. Se ele cometeu algo grave e está irregular no país, acho que a sua deportação beneficia a todos, até mesmo os outros imigrantes” reinterou ele. Mazzie ainda disse que o mais importante é que o imigrante, indocumentado ou não, esteja sempre de posse de todos os seus documentos para evitar problemas na comprovação de identidade. " Mesmo que eles estejam vencidos ou em más condições, é importante que as pessoas carreguem os seus documentos, não queremos checar o status migratório, só queremos ter a prova que a pessoa nos passou o seu nome de verdade" afirmou ele. A norma para a falta de comprovação de identidade é a prisão e a checagem eletrônica de informações sobre aquela pessoa, o que pode tornar uma situação simples, numa grande dor de cabeça.
O chefe de polícia também salientou que a relação com a comunidade brasileira tem melhorado na cidade, com até mesmo alguns oficiais fazendo aulas de português para facilitar a interação com os brasileiros. " Ele conclamou que os brasileiros não sintam medo de denunciar crimes ou irregularidades por conta do status migratório. A polícia da cidade trabalha para a segurança da própria comunidade" diz Ilton.

Fonte: (da redação)