Publicado em 11/03/2011 as 12:00am

Brasileiro responsável pela trilogia 'Era do Gelo' fala sobre Imigração e novo filme

Responsável por alguns dos filmes mais bem-sucedidos da história do cinema de animação, a trajetória do diretor Carlos Saldanha se assemelha a de muitos brasileiros que residem nos EUA.

Responsável por alguns dos filmes mais bem-sucedidos da história do cinema de animação, a trajetória do diretor Carlos Saldanha se assemelha a de muitos brasileiros que residem nos EUA. Quando tinha apenas 22 anos, o carioca imigrou para o país com o intuito de construir um futuro melhor e achar o seu caminho profissional, realizando um mestrado em computação na New York School of Visual Arts. Quando criança, não largava o lápis e  papel, desenhando por diversão. Hoje, faz da prática a razão do seu sucesso, que lhe rendeu fenômenos de  bilheteria como a trilogia ‘Era do Gelo’, ‘Robôs’ e o aguardado e ainda inédito ‘Rio’, que tem a cidade do Rio de Janeiro como cenário.

De férias e passando o Carnaval na sua cidade natal ( Saldanha reside em New Jersey e sua produtora fica situada em Connecticut) , o brasileiro concedeu uma entrevista por telefone ao Brazilian Times, onde falou da carreira, decisão de imigrar pros EUA e até mesmo se tem planos de realizar um filme utilizando a Imigração como tema.

Brazilian Times – Como surgiu a idéia de sair do Rio de Janeiro e vir para os EUA? Planejava tentar a carreira no cinema de animação?
Carlos Saldanha – Após estudar computação no Brasil, achei que seria interessante passar uma temporada fora do país, e tive a idéia de fazer mestrado em Computação. Sempre desenhei desde pequeno, meu passatempo preferido era brincar com lápis e papel. Trabalhando com computadores, descobri que poderia utilizar eles como plataforma para dar vazão à minha criatividade e fazer da arte, o meu trabalho.
“ Eu fiz muitos amigos dentro da comunidade brasileira que, assim como eu,  vieram viver o famoso ‘sonho americano’ ”

Brazilian Times – Fale do período inicial como imigrante brasileiro nos EUA.  Como foi ver o crescimento da comunidade brasileira e qual a sua relação com nossos compatriotas?
Carlos Saldanha – Foi uma fase de descoberta do meu talento e da ousadia de tentar a carreira na Animação. Realizei um curta-metragem que ganhou certa visibilidade (Time for Love, que conta a história de amor entre um casal de bonecos de madeira de um relógio cuco)  e entrei para a produtora Blue Sky. Durante esse período, eu fiz muitos amigos, um pessoal do qual eu sou próximo até hoje, e que são de áreas diferentes de atuação, cinema, mercado financeiro, e que vieram viver o tão famoso ‘sonho americano’. Mas assim como eu, são apaixonados pelo Brasil, não perderam as suas raízes e seu patriotismo.
“Sempre desenhei desde pequeno. Meu passatempo preferido era brincar com lápis e papel. Trabalhando com computadores, descobri que poderia fazer da arte, o meu trabalho”

Brazilian Times – Esse orgulho brasileiro fica bem claro no trailer do seu próximo lançamento, ‘Rio’, cujo cenário principal é o Rio de Janeiro. Você acha que o filme tem o potencial de suscitar a curiosidade e gerar uma nova perspectiva sobre o nosso país, mais positiva?
Carlos Saldanha –  A realização desse filme é um sonho antigo. Sou carioca e sempre achei que o Rio tinha uma imagem mal explorada, não havia a visibilidade mundial que merecia. É uma cidade linda, turística e que contém elementos fundamentais para um filme de animação. Cultura latente, o carnaval, a música, fatores que geram ainda mais riqueza ao filme. Eu demorei 5 anos para finalizá-lo, mas foi um trabalho que me deu muito orgulho e prazer de realizar. Quem conhece o Rio, vai reconhecer muitos detalhes , quem não conhece, vai ter a oportunidade de se aproximar da nossa cultura.

Brazilian Times – Você planeja  usar o tema da Imigração como tema de um filme, levando a discussão dessa polêmica em um formato leve e voltado para o entretenimento ?

 Carlos Saldanha –  Inicialmente, essa idéia não faz parte dos meus planos, porque acredito que outros gêneros de cinema já cumprem esse papel. Os meus filmes são concebidos para um público de todas as idades, e abordo outras temáticas sérias,  como o tráfico de animais, a extinção de espécies, sempre jogo luz sobre temas relacionados à natureza.

 ‘Rio’ tem estréia marcada para Abril
O próximo e aguardado filme de Saldanha, ‘Rio’, tem lançamento mundial marcado para o dia 8 de Abril, com versão em 3D, em parceria entre a 20th Century Fox e a Blue Sky Studios.  Os personagens serão dublados, na versão original em inglês,  pelos atores Anne Hathaway, Rodrigo Santoro, Bebel Gilberto, George Lopez, Jake T. Austin, Carlos Ponce, Kate del Castillo e Bernardo de Paula.
O filme conta a história de Blu, uma rara espécie de arara-azul residente em um zoológico em Minnesota que acredita ser a última de sua espécie. Quando descobre que uma arara fêmea foi achada na América do Sul, ele voa até o Rio, para encontrá-la.

Fonte: (da redação)