Publicado em 21/03/2011 as 12:00am

Acordo previdenciário para imigrantes pode ter sido debatido

A proposta sugerida pela CTIB em ofício enviado ao Itamaraty, permite que brasileiros imigrantes possam somar sua contribuições feitas no país para se aposentarem no Brasil

Em visita ao Brasil nesse fim de semana, o presidente dos EUA, Barack Obama, se encontrou com a presidenta Dilma Rousseff e com autoridades brasileiras no intuito de estreitar as relações comerciais e diplomáticas entre os dois países.

 

Entre os temas discutidos, Obama afirmou que ele e Dilma completaram um acordo para um novo diálogo que permitirá aos EUA lidar com o Brasil da mesma forma como lida com a China e a Índia. A Infraestrutura e a Energia foram outros temas em destaque. "O petróleo descoberto recentemente (no Brasil) pode ser duas vezes maior que as reservas americanas", afirmou o norte-americano,  acrescentando que os EUA querem ajudar o Brasil com a tecnologia necessária para extrair o produto e, quando o país estiver pronto para vendê-lo. “Queremos ser os primeiros clientes" disse Obama.

A parceria no setor de bicombustíveis também foi citado durante encontro.

Obama mencionou inclusive que os EUA estão preparados para fornecer serviços nas áreas de engenharia e construção para a Copa do Mundo e as Olimpíadas. lembrou que o Brasil sediará a Copa do Mundo de futebol de 2014 . Ele ainda brincou, dizendo que  o Brasil é ‘a única nação que já foi cinco vezes campeã mundial, apesar de os EUA estarem melhorando’.

Autoridades do setor comercial no Brasil viram o encontro com otimismo. O presidente da CNI (Confederação Nacional da Indústria), Robson Braga de Andrade, disse que a criação da Comissão Brasil-Estados Unidos para Relações Econômicas e Comerciais é um instrumento importante na solução de pendências bilaterais. A proposta é uma das dez firmadas entre os dois países no dia 19.

"Este acordo vai permitir, de forma acertada, firme, que se resolvam questões para evitar a bitributação e barreiras técnicas e sanitárias no comércio bilateral", afirmou o presidente da confederação.

 

Ativistas

Outro tema que pode ter entrado na pauta de discussão entre os dois países foi um acordo no setor previdenciário, permitindo que brasileiros imigrantes possam somar sua contribuições feitas no país para se aposentarem. Segundo o membro do CRBE, Jorge Costa,  a Central do Trabalhador Imigrante Brasileiro – CTIB, foi a única organização pró-imigrante a enviar um ofício para ser colocado na lista de pautas de Dilma relacionadas à Imigração.  “ Foi um grande encontro, que abrirá portas para ambos os países, principalmente para os americanos que estão vendo no Brasil, um forte mercado de consumo.A reciprocidade nos benefícios previdenciários foi uma proposta sugerida pela CTIB, que o Itamaraty prontamente acatou” afirma Jorge Costa, que salienta que a CTIB recebeu um email resposta do governo, afirmando eles teriam recebido a sugestão em primeira mão pela organização. “Algumas pessoas tentaram se aproveitar da luta da nossa entidade, mas felizmente provamos que somos aqueles que estão do lado dos brasileiros e trabalhando em prol dos seus direitos” completou Jorge.

Em junho de 2010, o Brasil havia firmado um acordo semelhante com o Japão,

onde vivem 250 mil imigrantes brasileiros. O Ministério da Previdência encerrou a negociação do acordo previdenciário com os EUA em fevereiro de 2010, mas o tratado não foi assinado pelos ministros dos dois países. Os EUA abrigam a maior comunidade brasileira no exterior. A ativista e presidente do Núcleo do PT em Boston, Cláudia Tamsky, congratulou em comunicado a iniciativa do CTIB, que

gerou a discussão de temas pertinentes à comunidade brasileira no encontro entre os dois presidentes. “O Núcleo do PT, vem através desta, manifestar nossa alegria na vitória conquistada pela CTIB da inclusão na pauta da visita do presidente Obama ao Brasil, da discussão sobre a legalização dos imigrantes brasileiros nos

Estados Unidos. Estamos nós, bem como toda a comunidade, acompanhando há vários meses o empenho da Central dos Trabalhadores Imigrantes Brasileiros, na pessoa de seu presidente Márcio Porto, da exigência do envolvimento direto da

presidência do Brasil na questão imigratória de milhares de brasileiros que

aqui reside. E não podemos agora nos privar de reconhecer merecidamente que a CTIB foi a primeira e única organização que levantou esta bandeira sendo

assessorada pelo companheiro Jorge Costa ( membro do CRBE)que intermediou essa reivindicação junto a casa civil da presidência da república do Brasil” afirmou Cláudia. “ Foi uma vitória política para ambos os países, onde o primeiro presidente negro dos EUA, se encontrou com a primeira presidente mulher do Brasil. Tenho certeza que entre os acordos bi-laterais assinados, esteve em discussão à questão previdenciária, levantada pela CTIB” completou Cláudia. 

 

A comitiva presidencial americana deixará o Rio na manhã de hoje, rumo ao Chile. Em sua passagem pela América Latina, Obama também visitará El Salvador.

 

Fonte: (Da redação)