Publicado em 28/03/2011 as 12:00am

Futebol reúne Católicos em Cambridge

Há pouco mais de um ano alguns membros da Comunidade Católica de Cambridge começaram a se reunir para jogar futebol nas noites de Terças-feiras

Há pouco mais de um ano alguns membros da Comunidade Católica de Cambridge começaram a se reunir para jogar futebol nas noites de Terças-feiras. Segundo Gabriel Santos, idealizador desta atividade recreativa, o projeto inicial estava destinado aos jovens da Igreja, mas com o desenrolar do tempo “a pelada de Cambridge,” como é mais conhecida por todos, foi atraindo cada vez mais os adultos.

"Antes de iniciar a partida nós nos reunimos ao redor do círculo central da quadra e de mãos dadas fazemos uma oração. Tentamos o máximo manter a brincadeira em um espírito bem amistoso onde prevalece o respeito de um pelo outro. Estou muito orgulhoso de tomar conta desta turma, e posso afirmar que está tudo muito bom. E algo que também têm nos motivado a continuar com esse projeto é o fato que alguns dos nossos amigos estão retornando à Igreja a partir do nosso convite para vir jogar o futebol conosco,” completa Gabriel.

“Foi a melhor coisa que podia ter acontecido”, afirma Victor Oliveira que é um dos coordenadores do grupo de jovens. Ele também faz parte do ministério de música e com o seu teclado ajuda na animação das celebrações dominicais em sua comunidade. “Agora vejo os meus amigos no Domingo na Missa e reencontro com boa parte deles nas Terças-feiras durante o futebol.. “Estamos crescendo como comunidade e através do futebol também estamos evangelizando,” completa Victor.

O jovem Fernando de Oliveira que participa da comunidade católica em Everett, MA, é figura certa na pelada de Cambridge. Ele disse ter optado por ir jogar lá  não haver violência e lances mais duros.. “Temos que lembrar que todos aqui precisam trabalhar no dia seguinte, então evitando-se as jogadas mais duras, diminuem-se os riscos que alguém se machuque,”, diz Fernando.

Vestido com a camisa do seu time de coração, o São Paulino Padre Cristiano Borro foi conferir de perto aquela atividade recreativa. “É uma alegria para mim como padre responsável por esta comunidade ver que essas pessoas estão aqui se divertindo em uma atividade que traz paz para os corações delas. Não tenho dúvidas que esta brincadeira traz um pouquinho de alívio para o dia a dia tão agitado e comprometido de cada um de nós,”, finaliza o sacerdote.

“Eu adoro a comunidade brasileira. É não foi à toa que hasteamos a bandeira do Brasil na entrada da nossa paróquia,” disse o descontraído Padre Walter Carreiro que é pároco da Igreja de Santo Antônio, onde os brasileiros celebram a Eucaristia há mais de vinte anos. (Em Cambridge nasceu o Apostolado Brasileiro). “O esporte é algo que une a todos, e a prática desta atividade aqui é algo que tem incentivado a participação deles em nossa  comunidade,” completa o Padre Walter.

Fonte: (da redação)