Publicado em 6/04/2011 as 12:00am

Brasileiro é acusado de estrangular namorada em Milford/MA

Um brasileiro de Milford, foi preso no sábado(02), acusado de espancar a sua namorada durante uma discussão. João de Souza, de 27 anos, negou as acusações, mas foi detido e terá novo julgamento no fim do mês.

Um brasileiro de Milford, foi preso no sábado(02), acusado de espancar a sua namorada durante uma discussão.  João de Souza, de 27 anos, negou as acusações, mas foi detido e terá novo julgamento no fim do mês.

Segundo a polícia da cidade, a garota apresentou diversas marcas das agressões, com muitos arranhões pelo corpo e um hematoma no pescoço. João teve uma audiência prévia na segunda-feira, e compareceu juntamente com a sua advogada, Donna Paruti, argumentando que  não agrediu a namorada.

De acordo com os dados do caso, a polícia foi chamada ao Motel 6 na rota 9 às 7:55 p.m do sábado, numa denúncia de agressão. Ao chegar ao local, os policiais encontraram a namorada do acusado chorando na entrada do local. Ela tinha marcas de agressões e foi atendida por uma equipe médica.

Ela afirmou que o casal teria terminado o relacionamento há pouco tempo. A vítima disse que estava sendo perseguida pelo brasileiro, mas que ela aceitou dar uma carona para ele de Worcester à Framingham, para que ele pudesse alugar um quarto no Motel 6. Assim que eles chegaram ao local, começaram a discutir. “Ela acusou o brasileiro de tentar estrangulá-la,  ficando  tonta e quase perdendo a respiração e a consciência” disse a oficial Val Krishtal, que está acompanhando o caso ao jornal MetroWestDailyNews.

Duas irmãs da vítima estavam no carro quando a agressão ocorreu. Ambas disseram que João agarrou-a durante a briga, mas não teriam percebido que teria sido pelo pescoço. Residente da South Mill St de Milford, o acusado responderá por tentativa de assassinato e agressão.

A promotora Sarah Affel pediu ao juiz David Locke para definir a fiança em $2.000, enquanto a advogada de defesa pediu que o acusado respondesse às acusações em liberdade. O juiz porém estipulou a fiança em $1.000. Caso pague o valor, ele será submetido à custódia da Immigration and Customs Enforcement (ICE), por ser indocumentado no país e ter um pedido de deportação expedido.

O brasileiro volta à Côrte no dia 28 de Abril, para um audiência prévia.

Fonte: (da redação)