Publicado em 8/04/2011 as 12:00am

Acidente termina na morte de 3 brasileiros em NJ

Robson Pinheiro, 21 anos, Danilo Xavier, 23 anos e Luís dos Santos, 22 anos estavam em um carro que colidiu contra uma cerca de proteção na Rota 22, próxima à cidade de Newark - NJ

Em uma tragédia que comoveu toda a comunidade brasileira de New Jersey, um acidente de carro terminou na morte de três brasileiros na rota 22, próximo à Hillside – NJ no sábado (02). Robson Pinheiro, 21 anos,  Danilo Xavier, 23 anos e  Luís dos Santos, 22 anos, não resistiram à gravidade do acidente, e morreram no local.

Danilo e Luis, ficaram presos entre as ferragens e Robson foi jogado para fora do carro com o impacto da batida, que ocorreu na madrugada do sábado. Embora as investigações ainda não tenham sido concluídas, existe a hipótese a causa do acidente foi por excesso de velocidade, segundo informações da agência AP.

O grupo de brasileiros estava no Honda Accord 94 que colidiu contra uma cerca de proteção, na divisa entre as cidades Hillside e Newark. O carro foi partido ao meio, e o estrago foi tanto, que os investigadores não puderam comprovar que as vítimas não utilizavam cinto de segurança.

O local da episódio já foi cenário para outras tragédias. Em março, foi a vez do cantor brasileiro Lucas Rosa Nascimento, 26 anos, que colidiu no mesmo local. Ele residia em Newark, e voltava de um show. Segundo arquivos da polícia, foi o décimo primeiro acidente no local desde 1999.

Mesmo com a gravidade do acidente, houve sobreviventes. Os investigadores afirmam que eles serão peças-chave na conclusão do caso, mesmo aquelas que ainda se encontram em estado grave.  “Eles feriram-se seriamente, mas nós esperamos que sobrevivam”, afirmou o chefe de polícia de Hillside , Robert Quinlan. “ Todos os anos, morrem ao menos 2 pessoas neste local” revelou Quinlan. “ São curvas perigosas, e essa é uma das mais piores da Rota 22”  completou.

O membro do conselho de Hillside, Edward Brewer, disse que apóia um plano, sugerido pelo chefe de polícia, de colocar sinais luminosos perto da curva perigosa, e também de intensificar a iluminação da rodovia, como um todo. “ Quando você olha essa situação, fica claro que realmente algo precisa ser feito para evitar essas tragédias” afirmou Brewer.

O Departamento de Transporte foi procurado pela agência de notícias, mas não forneceu comentários acerca do caso. Em um acidente ocorrido em 2006, envolvendo Geovanny Barrera, um porta-voz do departamento afirmou que analisaria o número de acidentes ocorridos no local, para determinar a necessidade de se colocar novos postos de luz na rodovia, que não foram implementados até o momento.

Fonte: (da redação)