Publicado em 27/04/2011 as 12:00am

Motorista do acidente que matou brasileiras responderá por homicídio

Kenneth Belew, de 21 anos, conduzia o veículo que colidiu contra um muro de uma ponte em Somerville - MA, e matou duas jovens brasileiras. Ele poderá pegar até 15 anos de prisão.

Responsável por conduzir o veículo que terminou em tragédia em Somerville, com a morte de duas jovens brasileiras, o motorista Kenneth Belew, foi indiciado por homicídio nessa segunda-feira(25), durante audiência na Somerville District Court.

Na madrugada de sexta-feira(22), por volta das 3:30 am, um grave acidente automobilístico ocorrido em Somerville – MA, terminou na morte de duas jovens brasileiras, e deixou outros 3 feridos. Mayara Alves, de 16 anos, não resistiu ao forte impacto e morreu na hora, e Isabella Silva, de 17 anos, estava em coma até a tarde de sábado(23), quando foi declarada morta pelos médicos.

Segundo os policiais que estiveram no local da tragédia, o motorista foi encontrado fora do veículo, visivelmente embriagado e chorando histericamente consciente do que tinha acabado de acontecer. Ele tinha sangue em seu rosto, e não parava de chorar. “ Eles ficava puxando o cabelo, chorando, gritando ‘Eu matei ela, eu estava dirigindo e estou bêbado’” afirmou o procurador-distrital assistente,  Ceara Mahoney, segundo o jornal Boston Globe. “ Ele ainda repetia, ‘ eu sou o responsável pela morte dela’” completou o procurador.

O veículo, que contava com 6 passageiros, era conduzido por Kenneth Belew, de 21 anos. O grupo teria saído de uma festa na casa de amigos, quando o motorista resolveu seguir em alta velocidade na altura da ponte situada na McGrath Highway, que liga as cidades de Cambridge e Somerville. Segundo a polícia estadual, Kenneth estaria embriagado quando colidiu com o muro de concreto da ponte, que causou a morte instantânea de Mayara, deixando Isabella em estado grave e os outros 4 passageiros com ferimentos leves, incluindo o condutor do veículo, Jerry Altidor, de 21 anos, Rafaela Pereira de 19 anos e Rudolph Reis, de 20 anos. Kenneth, Mayara e Isabella eram os únicos que estavam sem o cinto de segurança.

Dirigindo um Chevrolet Malibu 2001, Kenneth já teria tido a sua carteira de motorista suspensa por 4 vezes. Em 2009, ele foi preso em Cambridge por conduzir um veículo sem habilitação válida. Agora, ele responderá por homicídio sob influência de álcool e direção negligente, além de excesso de velocidade. Um pedido de inocência foi aplicado em seu nome, e ele teve fiança estipulada em $5.000. Os promotores do caso pediram uma fiança de $15.000, mas foram negados. O acusado poderá pegar de 2 anos e meio até 15 anos de prisão caso seja condenado.

Após pagar a fiança, Kenneth foi solto e responderá o processo em liberdade.  Porém, foi ordenado que ele não consuma álcool, e o acusado ainda teve a sua carteira de motorista apreendida. Dezenas de parentes e amigos de Kenneth foram à Côrte na segunda-feira, para oferecer suporte ao acusado. Mark Moss, um pai de amigos do acusado, afirma que Kenneth sabia dos riscos de beber e dirigir, e que ele tinha evitado fazer isso várias vezes anteriormente. “ Ele deve ter sido convencido por alguém a dirigir, porque ele sabia dos riscos de unir bebida e direção” afirmou ele ao Globe.  Segundo alguns dos passageiros do carro, Belew aparentava estar em boas condições para dirigir. Mas assim que adentrou a McGrath Highway, começou a acelerar e transitar entre as faixas de trânsito, até pisar no freio bruscamente, o que terminou na colisão com o muro de concreto.

Mayara Alves residia em Everett, e era filha do presbítero Adir Alves e Joyce Alves. Um movimento de solidariedade foi organizado através de sites de relacionamento, como o Orkut e o Facebook, onde se divulga a data do velório da brasileira. O funeral de Mayara será na quarta-feira, 27 de Abril, na Igreja Assembléia de Deus, em Everett ( 24, Norwood St). Até o fechamento dessa edição, não foram divulgadas datas e mais informações acerca do velório de Isabella Silva.

Fonte: (da redação)