Publicado em 2/05/2011 as 12:00am

Brasileiro é favorito em Campeonato Mundial de Ioiô

O curitibano Victor Hugo Sachelli de Camargo, de 16 anos, é um dos grandes destaques da modalidade e representará o Brasil no mundial que acontecerá em Orlando, na Flórida

Por Marcelo Zicker


Um dos brinquedos mais antigos do mundo, o Ioiô também é um dos esportes que mais ganha popularidade e novos adeptos ao redor do mundo.  O curitibano Victor Hugo Sachelli de Camargo, 16 anos, é um dos grandes destaques da modalidade e representará o Brasil no mundial que acontecerá no segundo semestre em Orlando, na Flórida.

Atual campeão brasileiro de IoIô, o brasileiro descobriu o esporte há 5 anos, quando ganhou um de presente, e começou, juntamente com outros amigos, a pesquisar sobre a parte profissional da prática. “ Eu comecei a brincar, e fazer manobras básicas. Quanto mais eu pesquisava sobre o esporte, sobre equipamentos profissionais, e sobre as competições e associações, mais eu investia em tempo e dedicação treinando” afirma ele, que tem uma rotina diária de 3 horas de treinamento. “ Às vésperas de campeonatos, eu passo algumas horas treinando a minha apresentação, refazendo o que está errado, até acertar por completo. É preciso persistência para atingir a perfeição” revela ele, que garantiu o primeiro lugar do pódio no campeonato brasileiro de 2011, após um segundo lugar no ano anterior.         “Agora vou representar o Brasil no mundial a ser disputado na Flórida e espero orgulhar o nosso país. Será difícil tendo em vista grandes competidores ao redor do mundo”  afirma ele, revelando que as duas maiores potências do esporte são os EUA e o Japão. “Singapura está se destacando nos últimos anos e tem surgido bons atletas no Brasil também” salienta Victor.

Envolta de mistério, a origem do ioiô ainda é desconhecida, mas acredita-se que a modalidade tenha surgido na Grécia, China ou Filipinas. "Ioiôs" rústicos de barro e de metal já foram encontrados em ruínas gregas de cerca de 2500 anos. Brinquedos similares eram usados pelos chineses antes disso.  No fim da Idade Média, o ioiô chegou à Europa, onde a burguesia francesa e inglesa utilizava-o como brincadeira para relaxar e se afastar um pouco das suas tarefas. Há relatos que afirmam que as tropas de Napoleão se divertiam com ioiôs antes das batalhas. Nessa época, ele era conhecido como l'emigrette ou bandalore.

No entanto, somente em 1928  o ioiô começou a se popularizar no resto do mundo, quando um filipino, Pedro Flores, levou o ioiô para os Estados Unidos e começou a comercializá-los. “ Hoje em dia existem diversas marcas e produtos advindos da cultura do IoIô, que criou um público cativo e praticante” diz o brasileiro. “ Mas falta bastante incentivo no  Brasil ao esporte. Já contamos com uma boa quantidade de atletas profissionais, mas falta divulgação e patrocínio para uma popularização mais efetiva da modalidade” frisa Victor.

O World IoIô Contest, também conhecido como o Campeonato Mundial de IoIô, vai acontecer no dias 4,5 e 6 de Agosto, e é uma vitrine para novos atletas em destaque. Victor, que está no terceiro ano do ensino médio, afirma que vai prestar o vestibular para Engenharia Mecânica, mas sem deixar o esporte de lado. “ Eu até planejo fazer um intercâmbio em breve para conhecer o mercado norte-americano, os atletas, competições, patrocinadores. Quero ajudar a tornar o Brasil uma potência do esporte” revela o curitibano, que pensa em também visitar Boston e Nova Iorque, durante o seu período no país. Para mais informações sobre o campeonato mundial, acessar http://www.worldyoyocontest.com.

O Ioiô no Brasil

O ioiô no Brasil, assim como em outros países, teve períodos de popularidade, onde o brinquedo se tornou mania entre jovens e crianças. Esse fenômeno ocorreu devido a  promoções patrocinadas por marcas de refrigerantes e outros produtos entre os anos 80 e meados dos anos 90. Até então, não havia uma organização independente para o esporte no país.

Em 2002 foi fundada a Associação Brasileira de Ioiô, que passou a ser responsável pela organização de campeonatos no Brasil. Nesse mesmo ano, o Brasil teve seu primeiro representante no Campeonato Mundial.

Em 2003, o primeiro brasileiro da história, Rafael Matsunaga, sagrou-se Campeão Mundial na modalidade Counterweight. Ele também é o único brasileiro a ter sido agraciado com o título de National Yo-yo Master, título que apenas 12 outros jogadores no mundo possuem e que é dado a atletas que promovem ativamente o desenvolvimento do esporte em seu país.

O Brasil tem se destacado no cenário internacional pelos seus resultados em campeonatos internacionais e qualidade dos jogadores, sendo considerado por muitos, uma das potências mundiais do esporte.

Fonte: (da redação)