Publicado em 29/06/2011 as 12:00am

Brasileiro morre em acidente de avião em Ohio

O brasileiro Douglas F. Bacconi, 30 anos, que residia na Pensilvânia, era passageiro durante performance aérea no domingo(26)

Um acidente de avião ocorrido no domingo(26), próximo a uma fazenda onde se realizava um aniversário infantil em Gustavus-OH, terminou com a morte do brasileiro Douglas F. Bacconi, 30 anos, e deixou mais um ferido.  

Além de Douglas, que reside na cidade de Sharpsville na Pensilvânia, o acidente também deixou Brian N. Betts, 38 anos, gravemente ferido.O brasileiro deixa uma esposa, Abbey Miller Bacconi, e três filhos, sendo dois gêmeos. Advindo do Brasil diretamente para Ohio, onde estudava engenharia agro-pecuária em uma fazenda na Trumbull County.

Além disso, Douglas também estava envolvido com vendas de fazenda no Brasil, negociando mais de 20.000 hectares de terras para fazendeiro locais e investidores do mercado agricultor. Um amigo descreveu o brasileiro como ‘socialmente interado’ e um dos trabalhadores mais dedicados que ele já conheceu, segundo o jornal Tribune Chronicle.

A tragédia se iniciou quando o piloto americano Dave Harden, foi convidado pela família que organizava a festa, a fazer uma performance com o avião para as crianças. O local da festa era próximo a uma pista de voo, e ele passou a oportunidade para o proprietário do avião, Brian N. Betts, que então convidou o brasileiro a ser passageiro no passeio. Pouco tempo após planar no céu, o avião enfrentou problemas na turbina e no motor, causando a queda. O brasileiro não resistiu aos ferimentos e morreu na hora. O americano ficou preso entre as ferragens após a queda, foi levado ao hospital St. Elizabeth Health Center, foi tratado e não corre risco de vida, estando em condições estáveis, segundo o boletim médico.

O caso tem sido investigado pela polícia do estado de Ohio, em parceria com o Federal Aviation Administration e a The National Transportation Safety Board para determinar as causas do acidente. Segundo relatório prévio, a colisão do avião teria ocorrido primeiramente com a asa esquerda, o que amorteceu a queda e fez com que o bico deslizasse no chão.

Ainda há suspeitas que o acidente tenha sido causado por falha humana ou erro durante a pilotagem. O avião, um 1946 Luscombe, era antigo e também há desconfiança com relação à manutenção do mesmo, embora investigadores tenham afirmado que a idade do veículo aéreo não é um fator que pese, por conta da durabilidade do material que forma o avião.

Fonte: (da redação)