Chegou o Classificado do Brazilian Times. Divulgue ou busque produtos e serviços agora mesmo!

Acessar os Classificados

Publicado em 4/07/2011 as 12:00am

Dezenas de imigrantes se tornam cidadãos dos EUA em RI

Os novos estadunidenses são oriundos de 13 países, entre eles o Brasil

Na noite de sexta-feira (1º), 24 imigrantes moradores no estado de Rhode Island reuniram-se nas dependências do McCoy Stadium para “jurar a bandeira dos Estados Unidos” e tornarem-se um cidadão deste país. Eles fazem parte de um grupo de 24 mil pessoas que se naturalizaram estadunidense nesta semana.

Em Rhode Island foram 8 homens e 16 mulheres oriundos do Brasil, Cabo Verde, Colômbia, República Dominicana, Guatemala, Quênia, Libéria, Geórgia, Marrocos, Peru, Tailândia e Togo.

Cristine Zapata, 25 anos, chegou aos Estados Unidos há 10a nos e estudou na Cranston High School e formou-se na Bryant University. Ela ressalta que sempre quis ser cidadã dos Estados Unidos. “Estou muito feliz e este é um dia muito importante em minha vida”, disse.

Ela trabalha como consultora de empresas que querem expandir os seus negócios no exterior, além dar orientações e ajudar empresários que queiram estabelecer suas atividades em Rhode Island.

A brasileira Tássia Sombrio, 28 anos, chegou à cerimônia acompanhada do marido Paulo, que já é cidadão dos EUA, e uma filha de dois meses de vida, Isabella. Ela conta que foi à Rhode Island em 2003 para visitar um amigo e acabou conhecendo o seu marido em uma noite brasileira promovida em um restaurante português. “Nos conhecemos e nos tornamos amigos. Pouco depois estávamos casados”, conta.

Outra brasileira que naturalizou-se estadunidense foi Maria Elsa Baptista. Ela não conseguia esconder a felicidade de ser uma cidadã dos Estados Unidos e falou que este momento foi um dos mais emocionantes de sua vida. “A cerimônia foi pequena, mas de uma importância sem tamanho”, tenta explicar a sua felicidade.

O diretor do Departamento de Imigração em Providence, Michael McCleary, disse que a região realiza a naturalização de uma média de 2.500 pessoas a cada ano. “Mas esta cerimônia teve um ar especial, pois foi realizada às vésperas de mais um aniversário de nosso país”, fala ressaltando que não há data mais importante para os norte-americanos do que a 4 de Julho. “Agora estas pessoas poderão celebrar como um cidadão deste país”, continua.

Ele explica, ainda, que apesar de ter sido uma cerimônia pequena, ela é muito importante significa a etapa final na busca do imigrante pela cidadania dos Estados Unidos.

De acordo com dados do departamento de Imigração, 680 mil pessoas são recebidas como cidadãos dos Estados Unidos todos os anos. Em 2010 a maioria dos naturalizados era do México, Índia, Filipinas, China e Vietnã.

Fonte: (Luciano Sodré)

Top News