Publicado em 13/07/2011 as 12:00am

Vereador inicia campanha a favor do Secure Communities

Nesta quarta-feira(13), o parlamentar Matt Elder iniciará, o primeiro dia de lobby para que a cidade assine a parceria com o Departamento de Imigração

Mesmo o Estado de Massachusetts afirmando que não assinará a parceria com o Immigration and Customs Enforcement – ICE, para a implantação do programa “Secure Communities” que permite aos policiais disponibilizarem dados de presos para o FBI e Departamento de Imigração, algumas cidades ainda querem agir por contra própria.

Um vereador de Marlborough apresentou uma proposta para que a cidade assine a tão polêmica parceria e permita o rastreamento e deportação de imigrantes com antecedentes criminais violentos. Matt Elder explica que os indocumentados que foram condenados por violência ou cometeram algum crime violento, devem ser colocados à disposição do ICE para serem deportados.

A proposta ainda está esperando, pois uma análise sobre o que pode acontecer no futuro da cidade com este programa está em andamento. As diferentes opiniões sobre o assunto tem sido o fator primordial para que a discussão se alongue por mais tempo.

O chefe de polícia Mark Leonard disse que as cidades não podem optar pelo programa por conta, própria, pois desta maneira estariam passando por cima da autoridade maior do estado, que é o Governador Deval Patrick.

O programa que tem iniciativa federal, gerou grande polêmica e os críticos afirmam que ele promove a discriminação racial e desencoraja os imigrantes a denunciarem crimes. O vereador recebeu apoio do Tea Party em Boston para dar seguimento com sua proposta e não desistir. “Precisamos do Secure Communities para garantir a segurança de nossas comunidades”, acrescentou Christen Varley, presidente do grupo.

Nesta quarta-feira, o vereador falará sobre o assunto, na State House de Boston, e iniciará o primeiro dia de lobby para que consiga colocar a proposta em andamento. Para isso ele terá apoio de alguns grupos que defendem o “Secure Communities”.

O vereador explicou que não está agindo contra a lei e que antes de elaborar a proposta, conversou com diretores do ICE, os quais lhe garantiram que a cidade pode aplicar por conta para participar do programa. “Este projeto visa apenas criminosos violentos que já foram presos”, tenta justificar.

Para esta quarta-feira são esperados um grande número de pessoas para defender a proposta. Elder espera que mesmo o estado não interfira na decisão da cidade de Marlborough. Atualmente existem 1.300 localidades que assinaram a parceria com o ICE e o porta-voz do órgão, Chuck Jackson, afirmou que o ano de 2013 a intenção é expandir o programa para todo o país

Fonte: (tradução: Luciano Sodré)