Publicado em 18/07/2011 as 12:00am

Saiba como evitar a Imigração ao dirigir

O BT procurou advogados e brasileiros que já foram parados no trânsito, para tentar elucidar sobre os principais erros cometidos pelos imigrantes, que podem terminar no corredor da deportação

Por Larissa Gomes

 

Muitos brasileiros que residem nos Estados Unidos, não se dão conta de alguns hábitos perigosos e que podem terminar com problemas com as autoridades policiais e até mesmo de Imigração do país. Algumas dicas são muito válidas, por isso o BT procurou advogados especializados em Imigração, e até mesmo pessoas que já foram paradas no trânsito e brasileiros que fizeram algo contra as leis do país, para tentar conscientizar e elucidar sobre os principais erros cometidos pelos imigrantes, que contribuem para serem pegos pelo ICE.

Ludo Gardini, advogado brasileiro especializado em assuntos de imigração, diz que a falta de documentos não coíbe os imigrantes de dirigir, e que isso é um fator bastante preponderante nos índices de deportação. "Dirigir sem documentos de identificação ou carteira de motorista válida de Massachusetts é um dos erros cometidos por milhares de brasileiros na América. O policial, teoricamente, não pode parar um motorista sem um motivo, ou seja, é preciso ter cometido algum tipo de infração de trânsito. Por exemplo, ele esqueceu de ligar a seta antes de mudar de faixa na pista, avançou farol vermelho, não parou no sinal de ‘Pare’, enfim, burlou uma norma de trânsito " diz Ludo.

O advogado conta ainda que cada caso é diferente, o motorista pode ser parado e estar em dia com suas obrigações, com carteira de motorista válida, registro do carro e seguro pago e isso não lhe acarretará maiores problemas. Já aqueles que andam sem carteira de motorista, costumam ser alvos fáceis dos policiais. A primeira ação policial é checar a placa, uma vez feito isso, ele saberá na mesma hora a situação do veículo e se o motorista possui licença para dirigir o carro ou não. "Sem motivo, você nunca será parado. Suponhamos que você está dirigindo seu veículo normalmente e percebe que tem um policial atrás de você. Na mesma hora você fica nervoso e o acaba cometendo um erro e dando motivo para ser parado” lembra.

Ainda segundo Ludo, uma vez parado, a segunda ação poderá, ou não, ser o encaminhamento a uma delegacia. Quando isso acontece é procedimento padrão que se tire as impressões digitais da pessoa e, dependendo da situação legal do imigrante, ele poderá ou não ser levado ao departamento de Imigração. Para que isso aconteça, basta ter uma ocorrência prévia, seja uma carta de deportação ou simplesmente o não comparecimento à corte civil, por exemplo. A checagem de identidade pelas Impressões Digitais, também é o procedimento padrão quando o condutor do veículo não porta identificação válida, como passaporte, que é indispensável mesmo que ele não contenha o visto.

A causa mais comum para um imigrante ilegal ser pego pelo Departamento de Imigração é enquanto o cidadão dirige, mas com o avanço tecnológico e a facilidade de acesso à internet, muitos procurados pela polícia, ou pelo ICE, estão sendo perseguidos pelas redes sociais, os conhecidos perfis on-line, como Orkut, Facebook ou MySpace. Muitos não ficam atentos à possibilidade de estarem sendo vigiados e acabam divulgando dados pessoais na internet, facilitando o trabalho da polícia. "Alguns chegam a comentar para onde estão indo, dizendo data e local. É assim também que muitas gangues e traficantes são encontrados e capturados pelo departamento policial. A polícia está à procura de criminosos na internet, mas pode ser que, entre uma busca e outra, encontre um imigrante indocumentado e, nesse, caso certamente irão atrás dele" conta Ludo.

Segundo Hannah Krispin, advogada brasileira em Massachusetts, as pessoas não respeitam as leis de trânsito em vigor no Estado. Alguns andam com veículos irregulares e dão margem para serem parados pelos policiais. "Outro erro muito comum cometido por brasileiros é que, quando parados, mostram a carteira internacional de motorista, isso só é aceitável se a mesma estiver dentro da validade, caso contrário, não ajuda em nada. A verdade é que a grande maioria é parada de por erros pequenos, infrações leves" comenta a advogada.  Já um policial que atua numa cidade com grande população de brasileiros, afirma que o encaminhamento para o ICE só é feito com aqueles que ‘devem Côrte’ ou que tem uma carta expedida de deportação. "Temos muito trabalho a ser feito, nossa maior preocupação não é com os imigrantes indocumentados no país. Só enviamos ao ICE aquelas pessoas que tenham um processo imigratório em andamento, ou seja, uma carta de deportação ou o não comparecimento à corte", revela o policial americano, que preferiu não ser identificado.

Fernando de Souza, natural de Novo Cruzeiro (MG), residente nos Estados Unidos há nove anos, conta que já foi parado por policiais e que não teve grandes problemas. "Já fui parado quatro vezes pela polícia e até hoje só ganhei uma multa e uma corte que não consta no meu nome. Estava na estrada, dirigindo meu carro sem selo de inspeção de segurança quando fui parado pelo policial, que até me tratou bem, pediu meus documentos e mostrei minha carteira de motorista da Flórida, mas ela estava vencida e fui multado por não ter o "sticker" e estar sem cinto de segurança. A outra vez, acredito que tenha sido por ser tarde da noite e eu estar sozinho, pois não tinha cometido nenhuma infração, tanto que não fui multado” afirma  Fernando.

Fonte: (da redação)