Publicado em 20/07/2011 as 12:00am

Brasileiros comentam desclassificação da seleção

Depois do vexame da seleção brasileira masculina de futebol na Copa América, os torcedores começam a desacreditar

Por Luciano Sodré


Depois do vexame da seleção brasileira masculina de futebol na Copa América, os torcedores começam a descareditar no tão “sonhado trio”, Ganso, Neymar e Robinho. Fazendo um jogo apático e sem gols, a partida válida pelas quartas-de-final foi decidida nos pênaltis, onde os paraguaios levaram a melhor.

O Brasil de Mano Menezes se mostrou despreparado para grandes decisões e as estrelas dos craques se apagaram diante de um futebol sem arte, sem categoria e sem garra. Pelo menos é o que canta num só coro mais da metade da nação brasileira.

Para saber o que realmente pensam os torcedores, foi realizada uma enquete e alguns torcedores e torcedoras comentaram o jogo e falaram o que pensam sobre o futuro da seleção.

 

Jehozadak Pereira,  editor dos jornais A Notícia e METROPOLITAN,  paulistano, palmeirense, reside na região de Boston

“Não acho que o técnico deveria ser trocado. Quem deveria sair é o Ricardo Teixeira. O erro da seleção brasileira foi o de achar que poderia ganhar a qualquer hora de qualquer adversário, o que já não é mais possível. A ficha ainda não caiu lá pelos lados da CBF de que não somos mais os melhores. Quem poderia imaginar que Peru e Venezuela iriam tão longe na Copa América? Por ironia do destino só falta o legítimo Paraguai ser campeão”

 

Max Willian, Promoter, baiano, reside em Boston

“Na realidade eu não tive tempo de assistir ao jogo completo. Vi apenas alguns lances, mas deu para perceber que ainda falta muito para o Brasil chegar na equipe ideal. De início, ficou na cara que precisamos de um atacante que finalize, que chame a responsabilidade para si e defina. Apesar de termos craques com enorme talento, está na cara que eles não estão prontos para defender a nossa seleção. Defendo a escolha de um novo técnico. A Copa de 2014 está aí, e não podemos perder tempo e nem repetir o vexame que foi na Copa América. Temos excelentes jogadores, só precisamos entrar nos trilhos”.

Paulo Seller, apresentador, paulista, reside na região de Boston

“O Brasil jogou bem, mas faltou conclusão e sorte para que saísse um gol. Agora quanto às cobranças de pênaltis, estas sim foram imperdoáveis, afinal o pênalti é quase como uma ciência precisa, onde o atacante erra apenas se o goleiro adivinhar o canto. Mesmo assim uma boa cobrança é quase indefensável. E infelizmente, nossos cobradores mandaram a bola para a lua. Analiso isso como um descaso total para com os torcedores. Este jogadores são profissionais e recebem muito pelo que fazem, então deveriam fazer bem feito. Já imaginou um entregador de pizza errar o caminho da entrega, ou um padeiro errar na massa? Pois assim devem ser os jogadores. Jamais errar. Quanto ao Mano Menezes (técnico), apesar dele fazer um excelente trabalho anteriormente e de eu ser corintiano, já deu o que tinha de dar. Acredito que a cadeira deva ser passada em tempo para alguém com mais pegada e também sorte, como e o caso do Muricy”.

Nataly Machado, modelo, paulista, reside em Everett

“Apesar de ser mulher, gosto muito de futebol e sempre que a seleção brasileira entra em campo, além de assistir ao jogo, procuro analisar o comportamento e andamento da partida. Em minha opinião, o erro está no técnico Mano Menezes, que durante o jogo fez substituições em momentos indevidos. Acho que quando falta menos de 20 minutos para acabar o jogo não deveria haver substituição, a não ser para segurar o marcador, mas colocar atacante faltando pouco tempo, ele não entra no clima da partida nunca. Outro erro foi colocar zagueiro para bater o pênalti. Todos nós sabemos que zagueiros são brutos por natureza e pênalti precisa de classe, de consciência e a frieza de um atacante. Infelizmente também não posso apontar nenhum atacante. E precisamos sim de um novo técnico. Felipão vem aí!”

Wallace Coelho, mineiro de Belo Horizonte, reside em Everett

“Esta seleção cometeu três erros. O primeiro foi na finalização e cobranças de pênaltis. Erros somente cometidos por amadores. O segundo foi o estrelismo de Neymar. Ele ainda é imaturo e precisa jogar mais futebol,  caindo menos em campo. O terceiro erro é técnico e precisamos urgentemente trocar esta comissão. O Mano Menezes já provou que não tem condições para comandar a seleção Brasileira. Eu indicaria o Felipão, o Muricy ou até mesmo o Dunga”

Cláudio Souza, mineiro de Governador Valadares, carreteiro, reside na região de Boston

“Eu achei que o jogo foi uma pelada. Perdemos muitos lances bons. Acho que a seleção está muito nova, imatura. Defender as cores verde e amarelo, é muita responsabilidade nos pés de jogadores tão novos. Acho que os nossos jogadores de hoje são muito bons para jogar em um time, mas não são maduros o suficiente para vestir a camisa da seleção canarinho. Acho que precisamos amadurecer muito mais e acredito que o técnico Mano Menezes é excelente, mas precisa ser mais rígido com seus comandados”

Gustavo Magno “Magnus”, fotógrafo, mineiro de Goiabeira, reside em Boston

“Um dos principais erros foi o estrelismo e o técnico Mano Menezes ficou confuso sobre as posições dos jogadores. Ele foi bastante estrategista, substituindo no final as estrelinhas, para retirar delas o peso da derrota e a vergonha da desclassificação. Pato, Neymar, Robinho e Ganso são quem deveriam ter cobrado os pênaltis”

Fonte: (da redação)