Publicado em 25/07/2011 as 12:00am

Brasileiros contam porque preferem os EUA ao Brasil

È um ponto de consenso que muitos brasileiros vêm aos Estados Unidos em busca do famoso "sonho americano", uma melhor qualidade de vida, e oportunidades para ser bem sucedido profissionalmente

È um ponto de consenso que muitos brasileiros vêm aos Estados Unidos em busca do famoso "sonho americano", uma melhor qualidade de vida, e oportunidades para ser bem sucedido profissionalmente. Mas segundo alguns brasileiros entrevistados pelo BT, esse desejo está cada vez mais difícil de ser realizado. Alguns dizem que é por causa da crise econômica e que hoje em dia já não há tantas oportunidades de emprego. Outros reclamam dos salários pagos aos brasileiros. Embora a situação não esteja tão boa como a de anos atrás, muitos ainda preferem usufruir da qualidade de vida oferecida pelo país que os acolheu, e explicam porque resolveram permanecer no país.

Elaine Silva, natural de Governador Valadares (MG) e residente em Revere (MA) há 7 anos

"Fui morar no Canadá aos 17 anos de idade, o começo de uma vida lá não é muito diferente do que aqui nos EUA, limpei casa, hotel, fui garçonete e fiz de tudo um pouco, morei lá por 19 anos. Hoje tenho meu próprio negócio aqui, sou casada, tenho dois filhos e agradeço a Deus todos os dias. Sou muito abençoada, tenho cidadania americana, canadense e brasileira. Não esqueço das minhas origens e sempre que posso vou ao Brasil, ano passado fui sete vezes. Toda vez que cruzo a fronteira do Canadá, porque tenho filho lá e sempre o visito, levanto meu passaporte e agradeço pela bênção que é a minha vida, Viver no Brasil só é bom para quem tem boa condição financeira, só volto ao país para visitar familiares, não tenho planos de voltar a morar lá”

Guilherme Soares, natural de Ipatinga (MG) e residente em Everett (MA) há 5 anos

"Sou formado em Letras e pós-graduado em Literatura aplicada em linguística. Eu era professor do ensino médio no Brasil, hoje sou representante de vendas de um açougue e tenho um "part-time" de limpeza de escritório. Durmo pouco, mas já estou acostumado. Infelizmente, não consigo juntar dinheiro, aqui lutamos pra sobreviver. Sempre sigo minha razão e deixo a emoção de lado, não vejo minha mãe há cinco anos e é uma dor insuportável, só quem passa por isso sabe o que é. Mas estou aqui por uma melhor qualidade de vida e sigo confiante de que tudo vai melhorar”

Mariana Oliveira, natural de Conselheiro Pena (MG), residente nos EUA há 6 anos

"Vim morar aqui porque queria melhorar de vida e consegui. No Brasil, morava no interior de Minas Gerais e é sonho de todo mineiro morar nos EUA, aqui é a terra do dinheiro. Sou ‘housecleaner’ e gosto do que faço, nada melhor do que chegar numa casa suja e bagunçada e deixar ela limpa e organizada, sinto prazer no que faço. Eu estou juntando um dinheirinho e sempre mando alguma coisa para o Brasil, pois tenho um filho de 10 anos lá. Mas não penso em voltar. Jamais terei a qualidade de vida que tenho aqui”

Marcos Ribeiro, natural de Cuparaque (MG) e residente em Malden/MA há 6 anos

"Vim tentar uma nova vida, não penso em voltar a morar no Brasil, embora planeje terminar  a casa que estou construindo lá. A gente nunca sabe o dia de amanhã, principalmente para quem é indocumentado no país, por isso quero garantir minha vida lá.  Mas se eu não voltar, posso alugar minha casa  e ter uma renda extra no fim do mês. Estou cansado de receber ordens, trabalho na construção e quero ser chefe. Esta é a única coisa que ainda não alcancei aqui, mas estou no caminho certo, um dia chego lá”  

Edson de Souza, natural de Criciúma (SC) e reside em Somerville (MA) há 17 anos

"Vim para cá em 1993, ano da crise do carvão e azulejo, e quando muitos conterrâneos meus vieram nessa época. Já ouvi dizer que somos 25 mil catarinenses nos EUA. Penso que aqui é como se fosse uma ‘faca de dois gumes’: fico longe da família, mas tem o lado bom, que é o financeiro. Sou casado com uma americana, vou sempre ao Brasil visitar minha família”

Fonte: (da redação)