Publicado em 5/08/2011 as 12:00am

Brasileiro é acusado de traficar remédios prescritos

motorista do veículo não foi indiciado e a polícia não informou se ele tem ligação com Santiago. As pílulas foram enviadas para análise para ser confirmada que tipo de substâncias existem nelas.

A polícia de Worcester, em Massachusetts, prendeu na noite de terça-feira (02), o brasileiro Joselito Santiago, 25 anos, sob a acusação de porte e tráfico de medicamentos prescritos. Ele foi preso durante uma blitz realizada às 10:30pm nas imediações do Cutoff Southwest, segundo informações que constam no boletim de ocorrência.

 

Segundo as informações, os policiais que realizaram a prisão suspeitaram que Santiago, passageiro do veículo abordado, tinha atitudes suspeitas e foi constatado que ele estava prestes a realizar uma transação de drogas. Esta informação foi dada pelo sargento Brian Griffin.

O sargento ressalta ainda, que a polícia já tinha informações de que Santiago era um suposto traficante de medicamentos prescritos, os quais eram vendidos na cidade. “Nós já estávamos prontos para esta prisão, pois recebemos a denúncia de que ele estaria indo entregar o produto a um cliente”, salienta.

Griffin informou ainda, que o brasileiro ao falar com os policiais, discretamente, tentou se livrar de uma sacola que estava em seu bolso, jogando fora. “Mas recuperamos o material e dentro encontramos pílulas enroladas em papel celofane”, revela.

Não foi informada a quantidade de pílulas encontradas com o brasileiro, mas o sargento afirma que se trata de forte medicamento para aliviar a dor. Santiago foi indiciado por porte de substâncias classe B e por tráfico da mesma substância.

O motorista do veículo não foi indiciado e a polícia não informou se ele tem ligação com Santiago. As pílulas foram enviadas para análise para ser confirmada que tipo de substâncias existem nelas.

O tráfico de medicamentos se tornou comum na comunidade brasileira e constantemente são registrados casos envolvendo este crime. Recentemente uma brasileira foi condenada em New Hampshire por comercializar pílulas para emagrecer. Em Massachusetts também foi anotado um caso semelhante, onde mãe e filho foram presos pelo mesmo delito.

Fonte: (Luciano Sodre)