Publicado em 15/08/2011 as 12:00am

60% dos deportados em RI não tinham antecedentes criminais

A prova de que o programa "Secure Communities", que o Governo Federal tenta implantar em todo o país, não busca apenas imigrantes criminosos, são os dados divulgados pelo Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos

A prova de que o programa “Secure Communities”, que o Governo Federal tenta implantar em todo o país, não busca apenas imigrantes criminosos, são os dados divulgados pelo Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos (DHS, sigla em inglês) em relação aos imigrantes deportados no estado de Rhode Island. Mais de 60% dos deportados não tinham antecedentes criminais.

Mesmo o estado se recusando a participar do programa, a ação de agentes do ICE em parceria com as polícias locais ficou mais intensa nos últimos meses. O programa começou a ser aplicado em Rhode Island no dia 22 de março e desde então já prendeu 14 imigrantes. Todos eles foram detidos pela polícia local e tiveram seus dados, inclusive as impressões digitais, compartilhados com o departamento de Imigração, baseados no programa “Secure Communities”. Deste total, nove foram classificados como “infratores sem antecedentes criminais” e foram presos por delitos pequenos, tais como infração de transito. Apenas dois tinham registros de crimes violentos e três já haviam sido deportados anteriormente.

 

O “Secure Communities” foi desenvolvido e criado para retirar de circulação os criminosos violentos da nossa comunidade", explica o comissário de segurança pública de Providence, Steven M. Paré. Ele não é favorável ao programa, mas afirmou que a polícia está cumprindo a sua obrigação. “Eu ainda defendo a tese de que este programa vai atingir a grande maioria dos imigrantes que não apresentam perigo ao nosso estado”, salienta.

Apesar do governo federal ter anunciado que o programa será aplicado em todos os estados de forma “obrigatória”, alguns governadores se mantém contrários a sua implantação. Entre os que disseram não estão Massachusetts, Illinois e New York.

A preocupação maior é que o programa promove o medo e insegurança na comunidade, conforme relatou os governadores dos estados citados anteriormente. Muitos imigrantes estão com medo de servirem de testemunhas de crimes, em locais que já utilizam o sistema. Também é preocupante o fato de que o “Secure Communities” deportará muitos imigrantes que não apresentam perigo à sociedade, como é o caso de Rhode Island

Fonte: (da redação)