Publicado em 2/09/2011 as 12:00am

Tio de Obama enfrenta processo de deportação

Onyango Obama, de 67 anos, reside nos EUA há 50 anos, e apesar da situação migratória ilegal, possui carteira de motorista de Massachusetts e Social Security Number

O tio do presidente Obama, Onyango Obama, de 67 anos, foi detido na semana passada pela polícia em Massachusetts após ser flagrado por uma patrulha rodoviária enquanto dirigia embriagado.  Nessa quinta-feira(01), agentes federais de segurança anunciaram que ‘Obama’ enfrenta agora um processo de deportação, após permanecer no país por quase 20 anos desde a sua primeira ordem de remoção, expedida em 1992.

Onyango é natural do Quênia é meio-irmão do falecido pai do presidente americano. Onyango declarou-se inocente da acusação de dirigir embriagado e agora está encarcerado em um centro de detenção para imigrantes clandestinos. A Casa Branca ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Segundo o advogado de ‘Obama’, Scott Bratton, o queniano nunca se adaptaria ao seu país de origem, após quase 50 anos morando nos EUA. “ Ele era muito jovem quando chegou a este país. Ele nunca conseguirá viver no Quênia novamente” afirmou ele ao jornal Boston Globe. Scott afirma que seu cliente tentará uma ordem de asilo humanitário, baseada no tempo de permanência e vínculos com o país.

Uma primeira ordem de deportação foi expedida para Onyango em 1989, quando um juiz ordenou que ele saísse do país voluntariamente, ao invés de ser deportado. O queniano nunca retornou ao seu país de origem, realizando um processo de apelação três anos depois, que foi negado.

O mesmo escritório de advocacia também foi responsável por conseguir asilo político para outra tia de Barack Obama, Zeituni, em 2009. Ela em breve poderá aplicar para a cidadania norte-americana.

Apesar da ordem de deportação expedida há quase 20 anos, Obama continuou a viver normalmente nos EUA, tendo Social Security Number e Carteira de Motorista de Massachusetts. Ele se encontra em Plymouth County House of Correction, e afirmou ser inocente das acusações de direção sob influência de álcool e direção negligente.

Fonte: (da redação)