Publicado em 16/09/2011 as 12:00am

Brasileiro flagrado com cobras na cueca será deportado

A descoberta dos animais aconteceu quando Simon Turola Borges, de 30 anos, se preparava para viajar para o Brasil e teve que passar por um "scanner" corporal

Detido desde o dia 25 de agosto por ter sido flagrado com cobras e tartarugas escondidos na cueca e nas calças, o brasileiro Simon Turola Borges, 30 anos, foi multado em $400 por uma corte federal estabelecida em Miami, na Flórida. Ele assumiu a culpa por contrabando de animais e a juíza Patrícia A. Seitz o condenou a dois anos de prisão em liberdade condicional, além da multa e deportação após o cumprimento da pena.

A condenação foi anunciada na quarta-feira (14) e no início, segundo os promotores, o brasileiro negou que tinha escondido algo em suas calças. Mas com o andar do julgamento, ele assumiu a culpa e relatou que tinha 10 filhotes de cobras e algumas tartarugas escondidos na cueca e nos bolsos de sua calça.

A descoberta dos animais aconteceu quando ele se preparava para viajar para o Brasil e teve que passar por um “scanner” corporal. Ao perceberem algo estranho, os funcionários do aeroporto, em Miami, pediu para que o brasileiro esvaziasse os bolsos. Neste momento ele tirou dois filhotes de Piton enrolados em uma meia calça de nylon.

Logo em seguida eles pediram para que Borges retirasse todos os objetos estranhos que tivesse na região de sua virilha. Ele abaixou a cueca e saiu varias cobras e tartarugas, todas enroladas em meias de nylon. Todos os animais tinham apenas algumas semanas de vida. Estes animais são protegidos por convenções internacionais que restringem o comércio sem uma permissão especial.

O valor da multa aplicada ao brasileiro será destinada ao Museu da Ciência de Miami, para custear trabalhos de proteção a répteis.

Fonte: (avozdoimigrante.wordpress.com - Luciano Sodré)