Publicado em 21/09/2011 as 12:00am

Advogada afirma que não há motivo para pânico

PANICO

  Por Larissa Gomes

A advogada especializada em Imigração, Hannah Krispin, acalma os brasileiros indocumentadas quanto ao anúncio divulgado pelo governo Obama e diz que não há risco de deportação para os que respeitam as leis de um modo geral.” Todos os cidadãos, americanos ou  não, devem respeitar as leis, principalmente quem é indocumentado. Andando na linha não há o que temer, nada muda, pois tudo o que o governo divulgou  recentemente ainda não está vigorando, não sabemos quando eles começarão as investigações, mas sabemos que isso não se tornou uma lei ainda e, por enquanto, não há motivo para temer” diz ela a respeito da informação de que a administração do presidente Obama vai iniciar uma “caça” aos imigrantes em situação ilegal nos EUA.

O governo anunciou que vai apertar o cerco aos que estiverem com a permanência do visto vencida. Isso acontece poucas semanas depois de outro anúncio, este sobre a suspensão dos processos de deportação de dezenas de milhares de imigrantes presos sem histórico criminal, e que estariam aguardando a remoção do país.

Segundo o anúncio de Obama, a intenção do governo não seria “caçar” imigrantes ilegais que não tenham ficha criminal ou que apresentem risco à segurança nacional e sim possíveis terroristas, uma vez que os ataques às Torres Gêmeas do World Trade Center, que completou 10 anos, teve participação de um imigrante que estava com a permanência vencida. “O governo não tem efetivo policial no ICE para bater de porta em porta e averiguar o status imigratório de cada imigrante, muito menos para instalar escritórios em cada cidade dos EUA e pedir para que as pessoas se apresentem dizendo se são legais ou não, isso é impossível”, disse Hannah.

Segundo o Departamento de Segurança Interna (DHS, sigla em inglês), somente as pessoas que apresentam risco e que são consideradas perigosas serão investigadas e, possivelmente, capturadas e deportadas aos países de origem.

Hannah ressalta que não há motivo para pânico, e que ninguém precisa começar a pensar em retornar ao Brasil por causa da “caça aos imigrantes”. Basta redobrar a atenção ao dirigir e evitar ser parado por policiais, caso o imigrante esteja com processo de deportação em andamento.

Segundo a advogada, a forma como o Departamento de Imigração poderá investigar possíveis criminosos que estejam fora da permanência seria pelo I-94, documento que é dado ao passageiro ainda durante entrada nos EUA. Ela diz ainda, que atualmente há mais de 280 mil casos pendentes na corte de Imigração e que não há juízes suficientes para dar andamento aos processos e que somente os de alta prioridade serão analisados.

O tema da Imigração tem suscitado muito debate e discussão acerca de medidas pró e anti-imigrantes. Na semana passada, o senador federal do Estado de Massachusetts, Scott Brown, contatou o governo federal e o governador de Massachusetts pedindo urgência na aplicação do programa Secure Communities, após tragédias envolvendo indocumentados no estado. Para mais informações sobre Imigração ou assessoria jurídica para o seu caso específico, contatar a advogada Hannah Krispin, no número (617) 421-9090.


Fonte: (da redação)