Publicado em 23/09/2011 as 12:00am

Brasileira é encontrada morta

Segundo os investigadores do caso, Edinalva Ferreira da Silva, de 30 anos, teria falecido 15 dias antes do corpo ser encontrado

Por Marcelo Zicker


Uma brasileira foi encontrada morta em seu apartamento em Brighton – MA, na tarde de quarta-feira(21). Segundo os investigadores do caso,  Edinalva Ferreira da Silva, de 30 anos, teria falecido 15 dias antes do corpo ser encontrado.

Segundo amigos da vítima, Edinalva estaria enfrentando problema conjugais com o marido, Paulo Sérgio Vieira, e há quase duas semanas não comparecia para trabalhar como Housecleaner. “ O marido dela ligou para alguns colegas de trabalho de Edinalva, afirmando que ela estaria muito doente e que precisaria tirar 15 dias de folga” afirma uma conhecida da vítima que prefere não se identificar. “ No mesmo dia, ele foi ao banco e pegou $3 mil dólares em dinheiro e comprou uma passagem de última hora para o Brasil, embarcando imediatamente. Algumas amigas da Edinalva no Brasil afirmam ter visto o Paulo Sérgio no Brasil, e ele age como se nada tivesse acontecido” completa. Acredita-se que o suspeito trabalhava em um restaurante hispânico na região de Boston e era casado com a vítima há 3 anos.

Após 15 dias, e preocupadas com a brasileira, algumas colegas de trabalho foram até a sua casa para saber como ela estava. Ao chegar ao prédio, assustaram com o forte cheiro de putrefação que estava espalhado por todo o andar do apartamento da vítima, situado no basement do prédio. Os policiais foram chamados e ao arrombarem o apartamento, encontraram o corpo de Edinalva já em estado de decomposição.

Segundo o relatório policial, o departamento D14 foi contatado aproximadamente às 5:38pm, para comparecer ao  endereço 52 Cummings Road, em Brighton, na quarta-feira.  Ao adentrar o apartamento, se depararam com a brasileira morta.  

A autópsia segue em andamento, mas os investigadores trabalham com a hipótese de homicídio, e o marido da brasileira, Paulo Sérgio Vieira, é o principal suspeito. “ Me disseram que eles teriam tido uma discussão por conta de um ‘caso’ que ela teve com outro homem” afirma a conhecida da vítima. Na manhã dessa sexta-feira(23), foi divulgado que a brasileira sofreu várias pancadas, principalmente na cabeça, repercutindo traumatismos diversos no crânio e ao longo do corpo.

O Departamento de Homicídios da Polícia de Boston está trabalhando no caso, investigando fatos e circunstâncias da morte da brasileira. Quem tiver informações sobre o caso, pode ligar para (617) 343 – 4677. Ainda é possível fazer uma denúncia anônima, através da entidade CrimeStoppers, pelo número 1(800) 494 – TIPS.

Caso se comprove que o suspeito viajou para o Brasil, as chances de extradição para que ele responda a acusação do crime são remotas, por conta dos tratados diplomáticos entre Brasil e EUA, que dificultam a extradição de criminosos de um país para o outro. Em um caso recente, o policial David Brito, que foi preso em julho deste ano pela acusação de comercializar entorpecentes, se favoreceu do mesmo impasse diplomático. No dia 24 de agosto, em liberdade condicional, ele quebrou a tornozeleira GPS, e desapareceu antes da chegada da polícia. De acordo com investigadores, ele teria viajado para o Brasil com a ajuda da mãe e dificilmente será extraditado para os EUA, para ser julgado.

Fonte: (da redação)