Publicado em 12/10/2011 as 12:00am

Projeto de lei propõe prender quem emprega imigrantes

Segundo a proposta, empregadores que forem identificados por contratarem indocumentados receberão multas e podem ser presos por um período entre 30 dias e 6 meses

Uma proposta de lei apresentada essa semana pelo deputado Ryan Fattman (R-Sutton),  quer punir aqueles que contratarem indocumentados com multas e até mesmo com a prisão dos empregadores.

Segundo o jovem deputado, que é conhecido por sua postura anti-imigrante, a oportunidade de emprego é um dos grandes motivos que levam o país a receber imigrante de forma ilegal. “ Ele tem esse grande incentivo. Se existe algum empregador dando empregos para alguém que não está aqui legalmente, e não deveria estar aqui, existe um grande problema” disse o deputado para o portal Wicked Local. “ Devem haver penalidades para evitar isso, e é exatamente o que essa proposta faz” completa.

O projeto, chamado de ‘An Act to Stop the Hiring of Illegal Immigrant’ (Um Ato para Parar a Contratação de Indocumentados, em português),  inicialmente dá duas chances ao empregador que empregou um indocumentado, apenas aplicando multas e podendo-se implicar uma prisão provisória. Na terceira vez, a proposta exige a prisão do empregador por no mínimo 6 meses. “Empregadores tem que ser responsabilizados por isso. Temos que fazer algo por isso, e essa proposta é um grande primeiro passo a ser dado” afirmou o Selectman de Bellingham, Mike Soter, que apoia a medida.

Segundo a medida, empregadores que forem identificados por contratarem indocumentados vão ser primeiramente multados em $1.000, e $2.500, quando houver reincidência. A primeira ofensa pode resultar em prisão de até 30 dias, e a segunda, detenção de até 3 meses. A terceira, exige a prisão imediata do acusado por no mínimo seis meses. “ Eu acho que o principal benefício dessa proposta, é que ajudará aqueles que são legais no país estão desempregados, a retornar ao mercado de trabalho, além de ajudar o nosso estado como um todo” completa Soter.

Por causa dos recentes incidentes e tragédias envolvendo imigrante indocumentados em Massachusetts, como os assassinatos em Brighton e Marshfield, o deputado republicano espera que a proposta seja prontamente analisada e votada no congresso estadual.

Deputado criou polêmica ao incentivar que indocumentados não denunciassem crimes

O deputado Ryan C. Fattman, também foi alvo de polêmicas junho desse ano, quando afirmou em entrevista para um jornal da região de Worcester, que  indocumentados que fossem vítimas de estupro ou agressão sexual, deveriam ter medo de procurar a polícia.  Segundo ele, ‘suas afirmações foram mal interpretadas’ pelo entrevistador.

Em seu primeiro mandato como deputado, ele fez os comentários após ser questionado pelo jornal Telegram & Gazette, como seria se as recentes leis anti-imigrantes propostas no estado e em todo o país, fossem aplicadas. “ Eu penso que se alguém está aqui ilegalmente, eles deveriam ter medo de seguir nesse caminho” segundo citação da entrevista concedida.

Em comunicado lançado poucos dias depois da polêmica, o deputado de apenas 26 anos disse que se desculpava pela entrevista e que ‘sempre sentiu compaixão por vítimas de crimes violentos e acreditava que a vítima de qualquer crime, não deveria ter medo de denunciá-lo’.

Fonte: (da redação)-