Publicado em 14/10/2011 as 12:00am

Brasileiro é acusado de tentar estuprar e sequestrar menor de idade

ACUSACAO

Um jovem brasileiro de apenas 23 anos de idade, está preso e responderá por acusação de estupro de uma menor, de apenas 15 anos. Yuri Mikalixen, é acusado de agredir a garota e forçar o ato sexual sem o consentimento da jovem em Stoneham – MA.

O caso, ocorrido no ano passado, chocou a comunidade brasileira da região, causando preocupação e medo, pelo fato da cobertura do caso pela imprensa ter focado na identificação do acusado como ‘um imigrante indocumentado’.

A vítima, que faz parte do grupo de corrida da Stoneham High School, estava treinando próximo ao Middlesex Falls Reservation, em setembro do ano passado, quando afirmou ter sido empurrada pelo brasileiro por trás, que deliberadamente iniciou a tentativa de abusar sexualmente da jovem.  O fato aconteceu ainda durante o dia, por volta das 4 da tarde, com a presença de algumas testemunhas.

Durante o julgamento, que se iniciou na semana passada, parentes e amigos da vítima que estavam próximos ao local do incidente, deram os  seus testemunhos no caso, culpando o brasileiro pela tentativa de estupro.

Já o brasileiro, afirmou ser inocente das acusações de tentativa de estupro e sequestro. A testemunha Robert Casey, que estava caminhando com o seu cachorro no local do incidente, afirmou que viu a vítima e o acusado ‘se debatendo no chão’. Segundo ele, após alguns instantes, o brasileiro interrompeu as tentativas e saiu correndo.

A família da vítima afirma que mesmo que o brasileiro tenha sido pego, eles esperam muito mais da justiça para puni-lo. O padrasto da jovem afirmou que ela tem tido pesadelos e que o ataque vai afetá-la pelo resto de sua vida.

O ICE já foi contatado e Yuri deve enfrentar um processo de deportação após cumprir a pena estipulada pela justiça, caso seja condenado. Segundo o advogado de defesa, ‘o status imigratório do brasileiro em nada se relaciona com o caso, e ambos serão resolvidos separadamente pela justiça”.

Um data para a próxima audiência do caso ainda não foi agendada.

Fonte: (da redação)

Top News