Publicado em 2/12/2011 as 12:00am

Cerca no mar é construída para combater fluxo de imigrantes

A obra está sendo realizada em San Diego, na California, que se situa na fronteira direta com o México

Uma barreira de 90 metros está sendo construída  no Oceano Pacífico, próximo à San Diego na California,  para deter os indocumentados de usar a rota da maré vazante para entrar no sul da Califórnia pelo México.

Com custo aproximado de  $4.3 milhões, a obra atuará como mais uma arma no combate à imigração ilegal no país.  A barreira será à prova de alta corrosão  e se situa entre Tijuana, do lado mexicano, e San Diego, do lado americano. "O projeto no qual estamos trabalhando vai substituir a cerca existente", revelou à AFP,  Michael Gimenez , o agente da patrulha de fronteiras, salientando que a nova estrutura terá um total de 365 metros de extensão, dos quais 274 metros serão construídos em terra, terminando na entrada na água. A previsão é que o projeto esteja pronto em março de 2012.

Segundo as autoridades de Imigração, os imigrantes têm conseguido dar a volta no final da antiga barreira, mas também caminhando ao longo da praia quando a maré está na baixa do lado americano da fronteira.

A cerca ainda está repleta de lacunas e buracos. "Estamos trocando estas partes, devido à corrosão causada pelo mar e pela água salgada nos canos existentes", afirmou Gimenez, que garantiu também que a nova cerca tem uma vida útil de 30 anos.

No final dos anos 80 e início dos 90, centenas de imigrantes ilegais cruzavam a fronteira, atraídos pela distante linha do horizonte de San Diego, de acordo com o Los Angeles Times.

Mais recentemente, a praia tem servido como local de demonstrações dos críticos que protestam contra as políticas dos EUA para a imigração ilegal, e um grupo de imigrantes deportados, no ano passado, caminhou na faixa de areia ao longo da fronteira como um gesto de protesto simbólico.

Fonte: (da redação)