Publicado em 16/12/2011 as 12:00am

Brasileiro é condenado a 25 anos de prisão nos EUA

Eduardo Leme de Oliveira, 40 anos, foi condenado pela acusação de homicídio, no Condado de Hidalgo, no Texas

O brasileiro Eduardo Leme de Oliveira, 40 anos, foi condenado a 25 anos de prisão pela acusação de homicídio, no Condado de Hidalgo, no Texas. A condenação foi divulgada na sexta-feira (09) e ele confessou que estava presente na cena do crime mas negou que tenha atirado na vítima.

De acordo com a acusação, o brasileiro foi acusado de ter assassinado Juan Antonio Morales no ano de 2008, crime este que foi arquitetado por um casal de lésbicas. Além de cumprir pena em regime fechado, Eduardo terá que pagar uma multa de US$5 mil (cerca de R$ 9 mil).

Mesmo o brasileiro negando que tenha atirado na vítima, o júri entendeu que ele era o culpado pelo disparos. “Ele concordou em matar e acreditamos que foi ele quem cometeu este crime”, disse a promotora Hope Palacios.

A promotora ressalta, ainda, que em 2009 a namorada da vítima, Julissa Gonzales, 26 anos, confessou ter participado do crime. Ela foi condenada a 10 anos de prisão e está cumprindo a pena em regime fechado. A amante, Enedelia Canales, 22 anos, está cumprindo pena de 19 anos de prisão desde então.

A promotora disse que as acusadas afirmaram que não deram dinheiro para o brasileiro para que ele matasse a vítima e que não havia nenhum relacionamento amoroso com Eduardo. “O que ele quis foi apenas ajudar”, ressaltou uma delas em depoimento.

O brasileiro tem direito a recorrer da decisão do júri e poderá cumprir a pena em liberdade condicional a partir de 2024. “A sentença não foi justa, foi muito exagerada”, disse o advogado de Eduardo, Rene Flores.

Fonte: (da redação)