Publicado em 30/12/2011 as 12:00am

Pesquisa revela que imigrantes votarão em Obama

A enquete indica que 54% dos imigrantes apoiam a maneira como Obama está dirigindo o país, nove pontos percentuais abaixo do apoio ao presidente em 2010

A maioria dos eleitores imigrantes nos Estados Unidos deve renovar sua confiança em Barack Obama nas eleições de 2012, apesar do baixo índice de aprovação do presidente nesta comunidade, segundo um relatório publicado nesta quarta-feira pelo Centro de Pesquisa Pew.

A pesquisa apresentada levou em conta um hipotético confronto eleitoral entre Obama e o pré-candidato republicano Mitt Romney, com 68% de apoio para o atual presidente, contra 23% para seu possível rival.

Esta diferença é muito maior que a vantagem de dois pontos que o estudo dá entre toda a população, segundo outra pesquisa recente do mesmo centro, a Obama em relação a Romney, um dos favoritos para vencer as primárias republicanas e ser candidato de seu partido.

A enquete indica que 54% dos eleitores hispânicos apoiam a maneira como Obama está dirigindo o país, nove pontos percentuais abaixo do apoio dos latinos ao presidente em 2010.  No entanto, os dados mostram que faltando dez meses para as eleições, 58% dos hispânicos com direito a votar não pensou muito sobre quem deverá governar os EUA nos próximos quatro anos.

Além disso, 63% dos hispânicos com direito a voto se consideram identificados com o partido democrata, enquanto 25% se sentem mais próximos dos republicanos.  O estudo também mostra que 45% dos eleitores registrados da comunidade latina acreditam que os democratas são os que mais se preocupam com os problemas que afetam os hispânicos, dois pontos menos que em 2010.

Por outro lado, 12% citam os republicanos como os que melhor representam as inquietações latinas, um aumento de seis pontos percentuais em relação ao ano passado.  Cerca de 22 milhões de latinos nos EUA podem votar e o estudo lembra que a participação desta importante minoria nas eleições presidenciais de 2008 foi de 50%.

Por temas, as maiores preocupações dos hispânicos em geral são a educação (48%), o emprego (47%), a saúde (40%) e a imigração (34%).

A enquete se baseou em uma mostra de 1.220 latinos adultos escolhidos aleatoriamente em todo o território americano, dos quais 557 estavam registrados para votar. A margem de erro é de 3,6%.

Fonte: (da redação)