Publicado em 24/01/2012 as 12:00am

MASS BADGE abraça causa de menino com paralisia infantil

Alexandre Moreira, natural de Belo Horizonte (MG), de oito anos e residente há cinco em Revere (MA), tem paralisia cerebral desde que nasceu.

Alexandre Moreira, natural de Belo Horizonte (MG), de oito anos e residente há cinco em Revere (MA), tem paralisia cerebral desde que nasceu, e isso o impede de falar, andar e até mesmo de se alimentar. A família dele resolveu se mudar para os EUA em busca de tratamento médico mais eficaz e, de certa forma, tem tido um suporte maior do que teria no Brasil.

Renata Moreira, mãe de Alexandre, contou que ele teve convulsão logo após nascer e que só chorou 21 dias depois, ficando internado 17 dias na UTI . "Amo muito meu filho, ele é tudo para mim. Temos uma vida muito difícil, porque não posso trabalhar o quanto eu gostaria. Tenho medo de deixá-lo na escola, pois ele não fala e temo que alguém faça uma maldade com ele. Tem horas que gostaria que minha mãe estivesse ao meu lado me ajudando, às vezes me sinto sobrecarregada, mas todas essas dificuldades só aumentam meu amor por ele".

Segundo Renata, a renda familiar não tem dado para pagar as despesas de casa, todas as contas estão atrasadas e tem dias que falta dinheiro até para os mantimentos básicos. A família está precisando de todos os tipos de doações, inclusive de uma babá eletrônica com vídeo, pois Alexandre tem frequentes convulsões e precisa ser monitorado a todo instante.

Edna Serafim, membro da BADGE (Blue Affiliation for the Development of Great Events) ficou sabendo do caso da família brasileira há cerca de um mês e desde então vem ajudando no que é possível, como, por exemplo, doando alimentos, que gentilmente foi cedido pelo restaurante Oliveiras, em Everett (MA). Há alguns dias Edna conseguiu também uma rampa móvel para facilitar o acesso aos lugares que Alexandre tem de ir, porque ele usa cadeiras de rodas.

Segundo Edna, Renata tem tentado vender o carro que a família possui, um Honda CRV ano 2007, pois com a dificuldade financeira que eles têm passado, as prestações do veículo estão atrasadas e precisam vender o carro para quitar a dívida. Renata gostaria de comprar uma mini van para que a locomoção de Alexandre fosse mais fácil e confortável.

"Me preocupo muito com o plano de saúde de Alexandre, de vez em quando o Mass Health corta a cobertura do seguro e temos de pagar pelas consultas, remédios, fraldas, etc. Por esse motivo, precisamos urgentemente de um advogado especialista em seguros para que possa nos ajudar a revolver essa situação instável do seguro-saúde", contou Renata.

Raoul Gonçalves, policial de Everett (MA) e presidente da MASS BADGE, também abraçou a causa de Alexandre e vem divulgando a situação pela qual a família está passando, com a intenção de arrecadar doações. "Em breve, vamos criar uma conta bancária para a família, dessa forma os interessados em ajudar poderão fazer doações em dinheiro também".

Os interessados em fazer qualquer tipo de doação podem entrar em contato com a MASS BADGE, no telefone (617) 970-2652, Edna Serafim (617) 438-2957 ou Renata Moreira (781)420-2050.

Fonte: (por Larissa Gomes)