Publicado em 2/02/2012 as 12:00am

Após grave acidente, brasileira ganha 'Green Card'

Lidiane recebeu as condolências do Governo dos EUA pela morte de sua família

A adolescente brasileira Lidiane Carmo, 15 anos, sobrevivente do trágico acidente que matou seus pais e uma irmã no domingo, dia 29 de janeiro, não vai enfrentar processo de deportação. A informação foi dada, através de um comunicado, pela porta-voz do Immigration and Customs Enforcement, Barbara Gonzalez.

Em nome do Governo norte-americano e do ICE, a porta-voz oferecer condolências pela morte da família e enviou uma carta para Lidiane que dizia: “Nossos sentimentos e orações estão com a jovem Lidiane Carmo, para ampará-lo neste momento em que mais precisa de ajuda para lidar com a perda trágica de sua família”.

Segundo a porta-voz, toda a família morta na tragédia, incluindo a jovem Lidiane e Rosélia da Silva estavam vivendo em situação ilegal em Marietta, na Georgia.  Com a decisão do Governo, a sobrevivente poderá viver neste país, só que legalmente. Ela frequenta a High School em sua cidade e chegou aos Estados Unidos quando ainda tinha dois anos de idade.

Lidiane ainda está se recuperando do acidente em um hospital local na cidade de Gainsville, na Flórida, região onde aconteceu o acidente. Os membros da igreja que a família frequentava estão realizando campanhas para levantar recursos para custear o translado dos corpos de Gainsville para Marietta, onde serão realizados os serviços funerários e posteriormente enviados para serem sepultados no Brasil.

Fonte: (texto: Luciano Sodré)