Publicado em 5/02/2012 as 12:00am

Agressores de brasileiro serão julgados hoje

Lou Oliveira foi agredido pelo patrão e o gerente de um restaurante em Tyngsboro (MA)

Os investigadores do Laboratório Criminal da polícia de Massachusetts confirmaram a presença de sangue no na parede do escritório e em duas cadeiras de um restaurante na cidade de Tyngboro. A análise foi realizada depois que o proprietário do local, Eric Sideri, e o gerente Alfonso Guevara, foram acusados de espancar o brasileiro Lou Oliveira, funcionário da casa. O crime aconteceu dia 22 de março de 2009, e nesta semana inicia o julgamento dos acusados.

Conforme a acusação, os dois teriam torturado o brasileiro para que ele confessasse o roubo de US$21 mil (pouco mais de R$ 35 mil) e que devolvesse o dinheiro. Sideri e Guevara estão respondendo pelo crime de sequestro armado e agressões que causaram graves lesões corporais.

Os Promotores afirmam que o brasileiro foi vítima de uma emboscada. Segundo a denúncia apresentada, os dois amarraram as mãos de Oliveira para trás e iniciaram o espancamento utilizando um bastão de basebol.

Os advogados de defesa acusam o brasileiro de ser um imigrante vivendo ilegalmente nos Estados Unidos e que constantemente tinha problemas de dinheiro. Eles atacam a credibilidade de Oliveira, sugerindo que as lesões foram ocasionadas por uma luta corporal que ele travou com o patrão e o gerente. O julgamento deste caso terá início hoje.

Fonte: (DA REDACAO)