Publicado em 23/03/2012 as 12:00am

Brasileiros celebram Dia da Síndrome de Down em NY

Vinte e um de março é o Dia Internacional da Síndrome de Down

Vinte e um de março é o Dia Internacional da Síndrome de Down. E, por uma iniciativa do Brasil, a data foi comemorada na sede das Nações Unidas, em Nova York.

Tathiana Heiderich é uma das palestrantes da Conferência Construindo o Nosso Futuro. Ela e o amigo Thiago estavam orgulhosos. Eles foram convidados para participar de um momento histórico na ONU. Pela primeira vez, o Dia Internacional da Síndrome de Down é celebrado nas Nações Unidas.

Na plateia, gente do mundo inteiro. “Sou uma pessoa como outra qualquer que pode fazer quase tudo, thank you”, diz Tathiana.

A Rede Globo foi homenageada pelas reportagens e pelas novelas que trataram da Síndrome de Down. Quem não lembra da Clarinha, de Páginas da Vida? “Depois disso, a inclusão começou a pegar no Brasil e hoje a gente está com mais de 1000% de pessoas na escola, em comparação com o que havia antes, em escola regular”, diz a coordenadora do Instituto Metasocial, Patricia Almeida.

Tathiana inspirou o cartunista Maurício de Souza a criar a personagem Tati, com Síndrome de Down, que agora faz parte da Turma da Mônica. “Nós podemos contribuir muito para que haja a extinção ou, pelo menos o, afastamento do preconceito com as pessoas com esse tipo de síndrome. E está aí a Tati que não me deixa mentir. Vitoriosa, alegre e divertida. Estamos muito felizes”, diz o cartunista Maurício de Souza.

Fonte: (da redação)