Publicado em 23/03/2012 as 12:00am

Economista fala sobre investimentos no Brasil

Economista fala sobre investimentos no Brasil

O Rio de Janeiro está vivendo a “década de ouro”, com vários eventos internacionais, entre eles a Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada de 2016. Por isso, a cidade e o Brasil são dois dos melhores locais do mundo para investimentos a curto, médio e longo prazos.

O “BT” conversou com Nivaldo Guedes, economista e consultor de imóveis da Luciano Costa Realty Intenacional, filial de Everett, Massachusetts, sobre o que isso significa para o país, o Rio e os investidores. Ele lembrou que, pela primeira vez, a América Latina irá receber dois grandes eventos em um curto espaço de tempo. “Há anos a Espanha teve um quadro semelhante e hoje Barcelona é a segunda capital da Europa que mais recebe turistas. Espero que o mesmo aconteça com o Rio de Janeiro”, disse.

Pensando na valorização do imóvel, muitos brasileiros têm investido no setor imobiliário no Brasil. “Nossa missão é orientar o cliente e mostras as vantagens que ele terá ao investir em um imóvel e, por isso, damos todas as informações necessárias, além de acompanharmos a obra pessoalmente pelo cliente. Todo esse trabalho, nos fez a maior imobiliária brasileira dos EUA e a única com sede aqui e no Brasil”, contou Nivaldo.

Segundo Nivaldo, todo o dinheiro que o Brasil está investindo na infraestrutura do país será recuperado. “O Brasil vai recuperar o capital que está investindo nas obras e ainda terá lucro. O setor hoteleiro e o de transporte serão os mais beneficiados após a realização da Copa e da Olimpíada”.

O economista está otimista com o legado que os eventos deixarão, mas algumas obras o preocupam. “Tenho uma preocupação em relação aos aeroportos, porque eles não têm estrutura para receber um evento mundial. Mas acredito que até a Copa eles estejam preparados, porque a maioria dos aeroportos no Brasil está em processo de privatização”, comentou.

Segundo Nivaldo, os investidores do mundo inteiro estão de olho no Brasil. “Eventos mundiais ajudam a divulgar o país. Sam Zell, por exemplo, está investindo pesado em imóveis no Brasil. Ele é um bilionário americano e o maior investidor em imóveis nos EUA. Isso prova que o Brasil é a bola de vez”, disse.

Fonte: (da redação)