Publicado em 30/04/2012 as 12:00am

BR Courier explica processo de devolução

BR Courier explica processo de devolução

A companhia de mudanças BR Courier que recentemente foi assunto na mídia comunitária brasileira, nos Estados Unidos. Milhares de pessoas ficaram desesperadas e procuraram a imprensa, no sentido de ajuda para recuperar caixas que estariam perdidas. O Jornal Brazilian Times também divulgou alguns matérias, cumprindo o compromisso de estar sempre do lado da verdade e dos brasileiros. Depois que as matérias foram publicadas, a direção da BR Courier entrou em contato com a redação do jornal e explicou que realmente os problemas estão acontecendo, mas que um rigoroso trabalho foi iniciado para que todos os clientes não sejam prejudicados e tenham suas caixas de volta. Um dos representantes da empresa, Edson Malanski, que trabalha como Notário Público em New Jersey, foi contratado pelo proprietário José Moreira para resolver o problema. Segundo ele, a ordem é devolver todas as caixas e tentar amenizar ao máximo a preocupação e prejuízo dos brasileiros. Apesar de ter sido montada uma equipe para atender apenas o problema, Malansky disse não há previsão para entregar todas as caixas e resolver todos os casos. "Mas cada casa será analisado em separado", fala ressaltando que de quinta à domingo foram devolvidas 500 caixas. Malansky fala, ainda, que são milhares de caixas e casos a serem resolvidos e de acordo com ele, as autoridades dos Estados Unidos já estão de posse daquelas que ficaram em território norte-americano. Elas serão entregue à um "trustee" (pessoa responsável que seja indicada pelo cliente). "Mas no Brasil, a devolução ainda continua lenta devido a burocracia e o maior problema está sendo no Porto de Paranaguá, no Paraná, pois lá surgiram muitas denúncias de contrabando. Logo todas as caixas ficaram sob suspeitas", explica. Além de Massachusetts, as devoluções estão acontecendo com rapidez na California, onde 90% das caixas já foram entregues. Para isso, a empresa conta com a ajuda de alguns voluntários, os quais querem ajudar a resolver o problema. Já no brasil, Malansky disse que nos portos de Santos, Espírito Santo e Pernambuco, as devoluções já estão acontecendo. Os interessados em obter mais informações sobre como recuperar suas caixas, devem procurar o escritório central da BR, em Malden, que fica no 730 Easter Avenue. "Mas a devolução depende de caso a caso", afirma.

Fonte: Luciano Sodré