Publicado em 6/07/2012 as 12:00am

Ativistas aguardam veto de Patrick no Orçamento das emendas anti-imigrantes

Na semana passada, o Centro do Imigrante Brasileiro (CIB), junto com outras organizações, tais quais: o Centro Presente, Empregos com Justiça (Jobs with Justice), Novo Movimento do Santuário de Boston (Boston New Sanctuary Move

da redação

Na semana passada, o Centro do Imigrante Brasileiro (CIB), junto com outras organizações, tais quais: o Centro Presente, Empregos com Justiça (Jobs with Justice), Novo Movimento do Santuário de Boston (Boston New Sanctuary Movement) e Matahari, todos organizados pelo Movimento do Estudante Imigrante (SIM), esteve no Palácio do Governo (State House), em defesa dos direitos dos imigrantes.

O objetivo era fazer o Governador Deval Patrick vetar uma série de emendas anti-imigrantes propostas para o orçamento do Estado este ano. Estas leis são semelhantes àquelas aprovadas em estados como o Arizona e a Geórgia. Estas emendas têm uma abordagem um tanto radical do sistema cambaleante da imigração dos EUA e está tentando criminalizar as comunidades imigrantes do Commonwealth. Os ativistas também visitaram o gabinete da presidente do Senado Teresa Murray, para deixar bem claro para ela quer todos estão decepcionados com estas emendas anti-imigrantes que estão a caminho do gabinete do Governador para serem assinadas.

Em Massachusetts, as medidas propostas podem criar uma "hotline" (um número de telefone) usada para delatar imigrantes ilegais, para aumentar as multas por infrações pela identidade falsa, checar o status de imigração de pessoas que registram veículos, e restringir o acesso à habitação mantida pelo governo para as famílias mistas. Emendas semelhantes já haviam sido propostas nos dois últimos orçamentos anuais, porém este é o primeiro ano em que efetivamente elas passaram as casas, tanto do Senado Estadual como da Câmara. Cabe ao Governador Patrick, agora, o veto às emendas para garantir que elas não cheguem ao orçamento final.@

Apesar destes avanços, a partir de agora uma série de emendas anti-imigrantes ainda permanecem no orçamento. Se a versão atual conseguir passar, os imigrantes vão ter que pagar fianças altas e vão ter que, possivelmente, passar muito tempo na prisão por estar dirigindo sem a carteira de motorista, e eles ainda serão obrigados a provar o seu status imigratório legal, para poder registrar um veículo. Restrições como essas não são apenas punitivas, elas também são cegas, conforme denunciam os grupos. Por exemplo, uma vez que tantos imigrantes são forçados a usar o carro para trabalhar e sustentar suas famílias, uma verdadeira solução para a questão dos motoristas sem carteira seria dar-lhes o direito para adquirir uma carteira de motorista, como tem acontecido em outros estados, e não aumentar o valor das multas e prendê-lo.

O Governador Patrick deu um primeiro passo importante para expressar a sua desaprovação às emendas anti-imigrantes. Faça a sua parte e ligue para (617) 725-4005 e agradeça ao Governador Patrick por estar ao lado dos imigrantes e para garantir que ele esteja ao nosso lado ao vetar as estas emendas.

Fonte: Brazilian Times