Publicado em 30/07/2012 as 12:00am

Brasileira persegue ladrão que rouba seu celular

Erika Sikva caminhava na Church Street, em Manhattan (New York), quando uma pessoa lhe roubou o celular

Erika Sikva caminhava na Church Street, em Manhattan (New York), quando uma pessoa lhe roubou o celular

da redação

Na quinta-feira (26), a brasileira Erika Silva, 23 anos, estava na Church Street, em Manhattan (new York), próximo ao número 100, quando foi surpreendida por um ladrão que roubou o seu celular, um Iphone, e saiu correndo. Sem pensar duas vezes, ela saiu correndo atrás do marginal pedindo ajuda.

Algumas pessoas perceberam que a brasileira havia sido vítima de um assalto, vários pessoas começaram a perseguir o criminoso. "Eu não sei de onde surgiu tantas pessoas para me ajudar", fala ressaltando que diante de tanta gente não dava para o marginal escapar.

Erika conseguiu agarrar o ladrão e lutar para reaver o seu celular. Neste momento Brian Hester e Chase Bunn, estavam fumando na calçada e perceberam o que estava acontecendo. Eles foram até onde estava a brasileira para ajudar e agarram o criminoso identificado por Udell.

Foi então que uma multidão de pedestre apareceu furiosa e ajudou a prender o marginal. Uma pessoa colocou o pé na garganta de Udell e ordenou que ele ficasse quieto até a chegada da polícia. Hester disse que ficou preocupado, pois alguns queriam matar o ladrão.

Aproveitando o tumulto, o marginal conseguiu fugir, mas Hester correu atrás dele mais uma vez e o alcançou poucos metros depois. O criminoso foi imobilizado até a chegada da polícia, que levou Udell sob a acusação de agressão e furto.

Erika, que trabalha em uma empresa especializada em cobrança de seguros de saúde, disse que só perseguiu o criminoso porque no celular havia fotografias de seu filho de três anos de idade. "Ele escolheu a mulher errada no dia errado", fala.

Fonte: Brazilian Times