Publicado em 1/09/2012 as 12:00am

Bolsistas do 'Ciência sem Fronteira' chegam aos EUA

Chegaram nesta semana aos EUA, os 650 primeiros bolsistas do programa brasileiro "Ciência sem Fronteira", lançado pela presidente Dilma Rousseff para promover a inovação no Brasil.

O Departamento de Estado americano deu às boas-vindas aos estudantes, anunciando que eles frequentarão mais de 100 universidades em 42 dos 50 Estados do país.

"Esperamos receber muitos outros mais no futuro", diz o comunicado do departamento, que tem na parceria uma chance para expandir seu "soft power" (poder de influência) no Brasil.

Um levantamento de 2011 mostrou que os brasileiros são minoria discreta em universidades de ponta dos EUA, onde chineses, indianos e europeus predominam entre os estrangeiros.

O envio de brasileiros havia sido acordado dentro de metas conjuntas para a educação estabelecidas por Dilma e o americano Barack Obama durante a visita dele ao Brasil, no ano passado.

Enquanto a presidente prevê financiar 75 mil graduandos e pós-graduandos das áreas de ciência e tecnologia no exterior, os EUA planejam receber 100 mil estudantes latino-americanos e caribenhos e mandar 100 mil americanos à região.

O país espera receber metade dos beneficiados pelo programa brasileiro, em um momento de crise em que as instituições educacionais intensificaram a busca de alunos no exterior.

Fonte: (Agência Folha)