Publicado em 10/09/2012 as 12:00am

Brasileiro morre engasgado em Somerville

Os órgãos serão doados e o corpo cremado para depois ser enviado ao Brasil

Os órgãos serão doados e o corpo cremado para depois ser enviado ao Brasil

Luciano Sodré

No início da noite de sábado (08), o mineiro Geraldo Magela Alves, 64 anos, morreu vitima de asfixia. Ele estava sozinho e sentado em um banco na Bow Street, em Somerville (Massachusetts), comendo um sanduíche. Em dado monento, ele engasgou-se e ao tentar vomitar o pedaço de pão teria ficado preso em sua garganta, resultando em asfixia.

A irmã de Magela, Gilca Alves, disse que ele foi socorrido por outros brasileiros que passavam perto do local e funcionários de um açougue. Emocionada, ela contou como recebeu a ligação e o impacto de ver o irmão no hospital, quando foi declarado morto. "A ficha ainda não caiu. Parece que estou vivendo um filme", fala.

Gilca, que morava junto com o irmão, disse que Magela saiu de casa para comprar carne, mas não retornou. Pouco depois ela ficou sabendo o que tinha acontecido e foi para o Cambridge Hospital, em Cambridge (Massachusetts). "Fui informada de que as pessoas tentaram reanimá-lo e nem o resgate conseguiu sucesso", acrescenta.

Magela é natural de Nova Módica e trabalhava como mecânico. Ele estava nos Estados Unidos havia 23 anos e sempre morou em Somerville. Gilca fala que nos últimos dias, o irmão não estava conseguindo trabalhar devido estar sofrendo de artrite e outros problemas de saúde.

O corpo do mineiro será cremado e depois enviado para o Brasil. Segundo a irmã, era um pedido especial dele ter os órgãos doados e o corpo cremado. O velório acontecerá na cidade de Everett, no JS Ward Funeral Home (722 da Broadway), ao lado do Oliveiras Restaurant. Gilca convida os amigos e avisa que o horário será das 4PM às 8PM. que ainda não tem a data definida porque está esperando alguns detalhes serem finalizados.

Fonte: Brazilian Times