Publicado em 10/10/2012 as 12:00am

Pesquisa mostra perfil de brasileiros nos EUA

O pesquisador Álvaro Lima, divulgou um levantamento sobre o perfil da comunidade brasileira que vive nos Estados Unidos, inclusive em Massachusetts

O pesquisador Álvaro Lima, divulgou um levantamento sobre o perfil da comunidade brasileira que vive nos Estados Unidos, inclusive em Massachusetts

da redação

Baseado em fontes divulgadas pelo Ministério das Relações Exteriores (MRE) e órgãos norte-americanos, o pesquisador Álvaro Lima, divulgou um levantamento sobre o perfil da comunidade brasileira que vive nos Estados Unidos, inclusive em Massachusetts. Ele é diretor de pesquisas da prefeitura de Boston tem várias obras relacionadas à história brasileira neste país.

Nos documentos apresentados por Álvaro, o MRE estima que cerca de 1,3 mi de brasileiros mora nos Estados Unidos e deste total, 23% estão em Massachusetts, 20% na Flórida, 10% New Jersey, 9% na Califórnia, 7% em New York, 5% em Connecticut, 4% na Georgia, 3% no Texas, 3% em Maryland, 3% na Pennsylvania, 1% em Illinois e 14% em outros estados.

A maioria dos brasileiros são oriundos de Minas Gerais, Goiás, São Paulo, Paraná e Santa Catarina. Outro ponto abordado nesta pesquisa é que a maior parte dos brasileiros vive apenas 12 anos nos EUA e depois retornam ao Brasil.

Dos 1,3 mil, 55% são mulheres, 76% tem entre 22 e 54 anos e 27,5% tem cidadania americana. Num total de 24% dos filhos de imigrantes tem cidadania e 53% entraram no país depois de 2000.

Ao contrário do que se pensa, 78% dos brasileiros falam inglês, 31% tem bacharelado e apenas 12% vivem abaixo da linha da pobreza. Entre a comunidade brasileira, a taxa de desemprego é de apenas 8,2 e 71% trabalham no setor privado, 23% são empregados do governo e 6% são autônomos.

A renda média anual dos brasileiros é de $69 mil, sendo que em 2007 era de US$52.478. Na comunidade, um total de 41% são proprietários de suas residências.

O estado com maior proporção de brasileiras é Minessota (75% da comunidade brasileira), seguido por Washington (73%) e Missouri (72%).

O Tennessee tem a maior proporção de brasileiros naturalizados, sendo que 71% dos brasileiros que vivem no estado são cidadãos norte-americanos. Em segundo lugar está Nevada, onde 52% já juraram a Bandeira dos EUA.

Já os estados de Michigan, Colorado e Virgínia possuem a maior taxa de brasileiros com proficiência em inglês. Em Indiana, Michigan e Missouri estão a maior comunidade de brasileiros com nível de escolaridade elevado.

Em relação às remessas de dinheiro, a pesquisa mostra que 84% dos brasileiros preferem as agências, 7% os bancos, 2% os amigos e familiares, e 1% a internet. O Brasil é o país da América Latina que mais recebe dinheiro enviado dos EUA, sendo que em segundo lugar está o México.

Minas Gerais, Espírito Santo e São Paulo são os estados que mais recebem remessas oriundas de Massachusetts. A maioria dos beneficiados são familiares imediatos, tais como pais, esposas e filhos. Pelo menos 75% de quem recebe o dinheiro são mulheres e a idade média é de 44 anos.

Quase a metade dos brasileiros remete dinheiro uma vez por mês e prefere agências próximas às suas casas. Além das remessas normais, um em cada três brasileiros que vivem em Massachusetts ajudam suas famílias com planos de pensão, empréstimos imobiliários e investimentos.

Num total de 53% dos brasileiros de Massachusetts ligam pelo menos duas vezes por semana para os familiares no Brasil e 44% ficam cerca de 30 minutos ao telefone.

Enquanto que 84% dos brasileiros têm conta bancária nos EUA, apenas 39% tem conta no Brasil. Um terço da comunidade em Massachusetts tem cartão de crédito ou débito e mantêm a conta.

Os brasileiros são os imigrantes que mais consomem produtos vindos de seu país, tais como alimentos, DVDs e CD´s, e vestuário. A maior parte da comunidade em Massachusetts não participa das eleições presidenciais.

Fonte: Brazilian Times