Publicado em 15/10/2012 as 12:00am

Open house do GMB atrai parceiros e comunidade

O frio não espantou brasileiros, norte-americanos e imigrantes de outros grupos que participaram da Open House do Grupo Mulher Brasileira e da MAPS, na tarde da quinta-feira, dia 11. O som da bateria do AfroBrazil chamou a atenção dos trabalhadores boston

da redação

O frio não espantou brasileiros, norte-americanos e imigrantes de outros grupos que participaram da Open House do Grupo Mulher Brasileira e da MAPS, na tarde da quinta-feira, dia 11. O som da bateria do AfroBrazil chamou a atenção dos trabalhadores bostonianos que voltavam para casa e enfrentavam um pequeno congestionamento na Cambridge Street, quase confluência com a Warren Street.

Juan Carlos Canales, do Allston Brighton CDC, esteve presente porque queria trabalhar mais perto com o GMB e a MAPS em questões de direitos dos inquilinos. Márcia Garcia e Katy Wassan, do Lift-Boston, Somerville Office, foram atraídas pela curiosidade de quererem saber mais sobre o trabalho do Grupo.

Uma líder de Dorchester trabalha com mulheres da Somália, que querem começar uma cooperativa e estão interessadas no modelo Vida Verde.

Muitas outras pessoas são parceiras da MAPS e do GMB, como é o caso de Renato Castelo, da MIRA, e Stacey Cordeiro, da Network de Cooperativas.

A diretora-executiva do grupo, Heloísa Galvão disse que o evento foi um sucesso e terminado, o Grupo Mulher Brasileira vai dedicar-se completamente às eleições. "Faltam apenas 25 dias para o pleito e nós queremos garantir que todos os brasileiros, que são eleitores nos Estados Unidos, votem e que saibam qual candidato ou candidata melhor representará a nossa comunidade", disse ela.

O Grupo vai divulgar as posições dos candidatos com relação aos assuntos de mais interesse dos brasileiros, como imigração, educação e saúde. Na quarta-feira (17), é o ultimo dia para se registrar para votar nas eleições que acontecem dia 6 de novembro. Quem ainda não se registrou pode passar no Grupo e preencher o formulário. Não leva mais de cinco minutos e depois é só jogar na caixa do correio. Mas informações pelo telefone (617) 202-5775.

Fonte: Brazilian Times