Publicado em 28/11/2012 as 12:00am

Brazil Innovators ajuda brasileiros a inovarem no Vale do Silício

A brasileira Bedy Yang cria projeto para estimular inovação, e aconselha: pare de pensar sobre o tema e simplesmente crie coisas novas

A brasileira Bedy Yang cria projeto para estimular inovação, e aconselha: pare de pensar sobre o tema e simplesmente crie coisas novas

da redação

A brasileira Bedy Yang queria unir seus contatos com a cultura brasileira e o mercado pujante da Califórnia para criar uma ligação entre Brasil e Estados Unidos. Foi tentando vender produtor naturais, feitos por comunidades indígenas, que a executiva deu o primeiro passo. E foi com este mesmo projeto que ela viu, depois de três anos, como a escalabilidade é essencial para todo negócio – e como não era esse o caso de sua ideia de intercâmbio.

Com o foco em comunidade, e criar um ambiente que permitisse inovação, Bedy criou em 2010 o Brazil Innovators, que funciona como uma excursão de empreendedores brasileiros ao Vale do Silício. O grupo hoje já tem três mil membros. "É bonito ver o mercado inteiro se movimentando para ter mais empreendedores. A meta de sucesso não é sair na mídia, mas ter a comunidade mais ativa", advertiu, ao compartilhar reportagens das respeitas publicações internacionais Fast Company e Fortune durante sua apresentação no TEDxFiap 2012, realizado no início de novembro pela universidade.

Até o momento, 15 empresas brasileiras nascidas do projeto conseguiram investimentos para rodar. "É difícil saber agora se elas terão sucesso, mas poderemos ver isso em dez anos", ponderou. Com a utilização da metodologia Lean Startup, a executiva dá um conselho a quem quer se embrenhar por esse ramo. "Pare de pensar sobre inovação. Crie. Faça experimentos. Saída da zona de conforto e crie a tecnologia de sua paixão", finalizou. Bedy é responsável por liderar os investimentos da 500 Startups na América Latina.

A brasileira Bedy Yang queria unir seus contatos com a cultura brasileira e o mercado pujante da Califórnia para criar uma ligação entre Brasil e Estados Unidos. Foi tentando vender produtor naturais, feitos por comunidades indígenas, que a executiva deu o primeiro passo. E foi com este mesmo projeto que ela viu, depois de três anos, como a escalabilidade é essencial para todo negócio – e como não era esse o caso de sua ideia de intercâmbio.

Com o foco em comunidade, e criar um ambiente que permitisse inovação, Bedy criou em 2010 o Brazil Innovators, que funciona como uma excursão de empreendedores brasileiros ao Vale do Silício. O grupo hoje já tem três mil membros. "É bonito ver o mercado inteiro se movimentando para ter mais empreendedores. A meta de sucesso não é sair na mídia, mas ter a comunidade mais ativa", advertiu, ao compartilhar reportagens das respeitas publicações internacionais Fast Company e Fortune durante sua apresentação no TEDxFiap 2012, realizado no início de novembro pela universidade.

Até o momento, 15 empresas brasileiras nascidas do projeto conseguiram investimentos para rodar. "É difícil saber agora se elas terão sucesso, mas poderemos ver isso em dez anos", ponderou. Com a utilização da metodologia Lean Startup, a executiva dá um conselho a quem quer se embrenhar por esse ramo. "Pare de pensar sobre inovação. Crie. Faça experimentos. Saída da zona de conforto e crie a tecnologia de sua paixão", finalizou. Bedy é responsável por liderar os investimentos da 500 Startups na América Latina.

Fonte: Brazilian Times