Publicado em 19/12/2012 as 12:00am

Brasileiro comemora Autorização de Trabalho

"É hora de lutar por uma reforma da imigração" Brasileiro comemora Autorização de Trabalho e pede luta por reforma imigratória

da redação O mineiro de Poços de Caldas, Lucas Codognolla, está vibrante, pois os seus sonhos começa a se tornar realidade nos Estados Unidos. Depois de comemorar a reeleição do presidente Barack Obama, ele celebra a chegada de uma carta o aprovando para o Deferred action, que lhe concede uma "Autorização de Trabalho" e consequentemente direito de poder aplicar para um emprego, após a faculdade. Primeiro, ele recebeu a carta de aprovação, entregue pelo serviço de correio dos Estados Unidos, e mais tarde o cartão de Social Security e a Autorização de Trabalho. "Isso me deu uma sensação de alívio, pois agora sei que sou finalmente reconhecido neste país, que já me marginalizou por não ter um SS", fala emocionado. O mineiro chegou aos Estados Unidos quando ainda tinha nove anos de idade, trazido pelos pais, utilizando Visto de Visitante. Agora ele tem 21 anos e reside com sua família na cidade de Stamford, em Connecticut. Lucas acrescenta que a sua aprovação para o programa chegou na melhor hora, pois ele vai se graduar em dezembro pela Universidade de Connecticut, em Ciências Políticas e já se prepara para usar a Autorização de Trabalho para aplicar para um trabalho. "Recentemente eu tive um entrevista de emprego para trabalhar com um advogado de imigração, logo após a formatura", disse. Assim que recebeu a sua aprovação, Lucas ligou para os seus pais e neste momento o pai lhe perguntou "o que iria acontecer com eles", pois milhões de imigrantes indocumentados não se encaixam neste programa. A partir de então, ele decidiu que iria batalhar para ajudar nos protestos e manifestos e conseguir encontrar um caminho que legalize a sua família e outras centenas de milhares de imigrantes que se encontram indocumentados nos EUA. Ele quer participar de movimentos e tentar sensibilizar o congresso a olhar com mais carinho para os imigrantes e a sua situação no país. "Este é o momento de lutarmos por uma reforma nas leis de imigração", fala concluindo que se "os jovens conseguiram que o Presidente assinassem uma ordem os beneficiando, "com certeza conseguiriam fazer isso em prol de todos.

Fonte: Brazilian Times