Publicado em 21/12/2012 as 12:00am

Ex-sócia denuncia Paulo Monauer

"Ele me usou, me ameaçou e me extorquio", afirma Monique Freitas

"Ele me usou, me ameaçou e me extorquio", afirma Monique Freitas

da redação

Na tarde de quarta-feira (19), a ex-sócio proprietária do jornal Hello Brazil News, Monique Freitas, esteve na redação do Brazilian Times para apresentar um processo que abriu contra o seu ex-sócio, Paulo Monauer. Entre as acusações apresentadas por ela, estão extorsão, ameaças de chamar a Imigração, desvio de dinheiro da sociedade, entre outras. "Eu não suportava mais e precisava falar o que estava acontecendo comigo", disse entre lágrimas.

Ela contou que trabalhava como colunista social no Jornal dos Sport, do qual Paulo Monauer também fazia parte. "Mas em 2009, ele me procurou e propôs uma sociedade para abrirmos um outro jornal, onde pudéssemos ser os donos", fala ressaltando que a proposta era ela entrar com um valor em dinheiro para começar e depois seria reembolsada. "Mas passaram-se três anos e até agora não vi nenhum centavo. Pelo contrário, gastei mais do que pensei", continua.

Segundo Monique, o acerto entre os dois era de que seis meses após a inauguração do jornal, ela teria o dinheiro investido de volta e começaria a participar do lucro. Os prazo passou e ela o procurou para fazer um acerto, pois havia investido mais do que o combinado. "Ele me disse que o jornal não devia nada para mim e que eu é quem devia para o jornal", fala revoltada.

Foi então que a briga entre os dois começou e de lá pra cá, Monique conta que tem vivido momentos de terror em sua vida. "Ele sabe que estou neste país para estudar e não poderia estar trabalhando e por isso tem usado isso para me assustar através de ameaças", disse ela salientando que Paulo disse que a denunciaria se ela continuasse lhe cobrando.

Monique conta, ainda, que Paulo passou a ameaçar constantemente e extorqui-la. "Ele me dizia que se eu não desse dinheiro um policial poderia aparecer de repente e me ver trabalhando como massagista profissional", acusa. "Eu tinha medo e me sentia acuada, por isso era obrigada a dar-lhe dinheiro sempre que pedia", continua.

Ela estima que tenha entregue para Paulo cerca de US$30 mil, "valor que ele se nega pagar e faz ameaças quando é cobrado".

Monique afirmou que assim que começou cobrá-lo, ele mudou as senhas do site do jornal a impossibilitando de ter acesso ao conteúdo online. "O Paulo também me proibiu de trabalhar no escritório do meu próprio jornal dizendo que não era necessário a minha presença lá e me negou acesso ao controle financeiro", disse.

" Eu cansei de pedir ao Paulo uma prestação de contas para que pudesse fazer uma retirada mas ele sempre disse que não era possível porque o jornal não estava dando lucro e que nem ele estava fazendo nenhuma retirada. Tudo piorou a partir do momento que eu entrei no programa do pastor Emídio e ele ficou uma fera e me xingou toda. Eu me desentendi com ele muitas vezes e toda semana era um problema diferente porque ele fazia umas prestações de contas que nunca entendi como funcionava e no fim delas aparece ainda que eu tenho que pagar um valor para ele. Como é que eu tenho que pagar se todo o investimento feito no jornal foi com o meu dinheiro que entreguei para ele? ", fala.

Ela conta que depois do incidente do programa do pastor Emídio ele fez uma proposta de pagar US$ 5 mil dólares pela sua parte (Monique) no jornal e ela disse para que aceitava se ele prestasse contas de todos os meses que não fez. Ele não concordou e a partir daí encerrou a conta no banco para que ela não tivesse mais acesso, trocou o nome do jornal para Hello Brasil News, mas continua usando o nome anterior de Hello Brazil News (no site). "Ele acha que trocando o \'z\' para \'s\' vai fazer com que ele não preste contas e nem pague o que me deve", disse ela.

No dia 3 de junho de 2012 ele enviou um e-mail para Monique afirmando que daria baixa no imposto de renda do nome Hello Brazil News, pois estava registrado em seu nome e que a sociedade iria acabar. "Ele ainda afirmou que todos os anunciantes do jornal são amigos dele e que o jornal não tinha mais nenhum cliente", continua.

Emocionada, Monique disse que não estava suportando mais as pressões e ameaças feitas por Paulo e por isso resolveu contar tudo para a imprensa."A questão não é o dinheiro que ele me deve e sim a tribulação que me fez passar nestes dias", afirma.

O TUBARÃO

Monique disse que tem medo de Paulo porque "ele é um tubarão" que vive pregando em todos os cantos que tem a imprensa em suas mãos e que os anunciantes do Hello Brasil também estão sob o seu controle, pois ele sabe os podres de cada um, inclusive dos grandes anunciantes, inclusive um empresário em Framingham (Massachusetts) que trai a esposa com outras mulheres. "O Paulo que arruma todos os encontros", denuncia.

No início Monique disse que tinha medo pois Paulo lhe fez várias ameaças de que conseguira mandá-la embora para o Brasil, a denunciando para a Imigração. "Ele disse que iria me esmagar se eu o denunciasse ou tornasse público esta história", acrescenta.

NA JUSTIÇA

Para conseguir resolver a situação, Monique procurou o advogado Ludo Gardini, o qual enviou cartas para Paulo no intuito de resolver o problema. "Ma ele ignorou todas as tentativas de acordo. Eu tenho os meus direitos e vou lutar por eles. Paulo Monauer está com o meu dinheiro e quero cada centavo de volta",conclui.

O advogado disse que este tipo de caso pode levar até dois anos para ser resolvido, mas que Monique tem provas suficiente para conseguir efetuar a cobrança em juízo.

O OUTRO LADO

A equipe de reportagem do jornal Brazilian Times entrou em contato com Paulo Monauer, o qual disse que não tinha nenhuma declaração para a imprensa e que tudo seria resolvido na justiça. Ele salientou que as acusações são fortes e que Monique terá que provara cada palavra que ela vem divulgando na mídia, inclusive em um blog (WWW.HELLOBRASIL.BLOG.COM) e um vídeo no youtube (procurar por Paulo Monauer)

Fonte: Brazilian Times