Publicado em 27/02/2013 as 12:00am

Empresário brasileiro compra time dos EUA e promete levá-lo a MLS

Carioca e torcedor do Flamengo, Flávio Augusto diz que investimento no Orlando City é por causa da relação entre a cidade e os visitantes brasileiros

Carioca e torcedor do Flamengo, Flávio Augusto diz que investimento no Orlando City é por causa da relação entre a cidade e os visitantes brasileiros

da redação

O empresário brasileiro Flávio Augusto da Silva comprou o Orlando City, time dos Estados Unidos que disputa a United Soccer League (USL), terceira liga mais importante do país. A meta do novo dono é levar o time à MLS, o principal campeonato americano. Para chegar ao desejado lugar, o clube terá que construir um novo estádio para pelo menos 18 mil espectadores e ainda adquirir uma franquia do torneio.

Flávio começou a carreira nos negócios ao abrir um curso de inglês voltado para adultos. Hoje já com uma gama de outros investimentos, o carioca, proprietário do grupo Ometz, optou por investir uma quantia "significativa" no clube de Orlando, já que a cidade costuma ser uma das mais visitadas por brasileiros.

"Todos os anos, centenas de milhares de brasileiros visitam Orlando. É o nosso destino número um nos Estados Unidos e, além de famosos pela simpatia e pelo poder de compra, também somos apaixonados pelo futebol. Mais que isso, somos um país de 200 milhões de fanáticos pelo futebol. É uma grande honra me tornar uma parte vibrante deste clube, que está sendo construído para fazer história nesse país e para dar muito orgulho à cidade", afirmou Flavio Augusto, que é torcedor do Flamengo.

A falsa impressão de que o futebol ainda engatinha nos EUA também é um dos motivos para a aquisição do empresário. Flavio garante que o potencial de crescimento ainda é grande, mas o esporte é uma realidade no país, principalmente em estados onde a presença de imigrantes latinos é grande, como a Flórida, onde fica Orlando.

"O potencial do futebol é grande e levarei o Orlando à MLS. Escolhemos este time pois os brasileiros adoram Orlando. Além disso, a cidade é ótima para o investimento em futebol e em cada partida do time, uma média de sete mil fãs comparecem ao estádio. Estamos mais adiantados que outros locais é isso foi um diferencial para investirmos aqui", falou.

Para chegar ao sonho de disputar a principal divisão americana, Rick Scott , governador da Flórida, e Don Graber, comissário da MLS, garantiram o apoio ao projeto do brasileiro. Segundo o clube, um estudo mostra que caso chegue à liga principal, o time pode gerar para a cidade nos próximos 30 anos 1,3 bilhão (R$ 2,5 bi). A estimativa de custo para o novo estádio é de R$ 220 milhões, enquanto uma franquia custa até R$ 100 milhões.

Flavio Augusto criou a escola de idiomas Wise Up em 1995, aos 21 anos. O empresário conseguiu expandir para mais de 400 unidades espalhadas pelo Brasil, Colômbia, Argentina, China e Estados Unidos. No início de fevereiro, o carioca vendeu seu negócio, que também conta com outras redes de ensino de línguas.

Fonte: Brazilian Times