Publicado em 8/03/2013 as 12:00am

Mineiro é encontrado morto em Framingham (MA)

Na noite de quarta-feira (06), por volta das 20 horas, o mineiro de Divino do Traira, Andrei do Carmo foi encontrado morto em seu apartamento, na cidade de Framingham (Massachusetts). Apesar do laudo oficial com a causa da morte não ter sido concluído, am

Luciano Sodré

Na noite de quarta-feira (06), por volta das 20 horas, o mineiro de Divino do Traira, Andrei do Carmo foi encontrado morto em seu apartamento, na cidade de Framingham (Massachusetts). Apesar do laudo oficial com a causa da morte não ter sido concluído, amigos mais próximos afirmam que ele sofreu uma parada cardíaca.

Por telefone, um destes amigos contou que Aldrin, como era mais conhecido, estava residindo em Framingham há pouco menos de seis meses. "Ele morava em Somerville e havia se mudado em busca de conseguir trabalho", fala ressaltando que o mineiro estava desempregado há muito tempo. "Vivia de fazer bicos como pintor", continua.

Aldrin morava nos Estados Unidos havia 15 anos e segundo as informações, o corpo foi encontrado por colegas de apartamento. Um dos roomates foi chamá-lo para jantar e quando chegou no quarto, deparou-se com ele desfalecido. Imediatamente acionarama ambulância, mas quando deu entrada no MetroWest Hospital, o mineiro foi declarado morto.

Aldrin tinha duas irmãs nos Estados Unidos, as quais moram no estado de Conecticut. Alguns amigos se uniram para tentar levantar um dinheiro que venha custear as despesas do translado do corpo para o Brasil. A princípio o valor gira em torno de US$10 mil. Para levantar este dinheiro, eles estão visitando os lojistas e deixando uma caixa para que as pessoas possam fazer a doação.

A data do velório ainda não foi divulgado, pois o corpo não tinha sido liberado. Para ajudar com alguma doação ou saber mais informações sobre o caso é só ligar para o telefone (508) 663-8871. Uma conta bancária será aberta para que as pessoas também possam depositar dinheiro de localidades mais distantes. nas próximas edições, o jornal Brazilian Times estará divulgado o número e o banco.

Fonte: Brazilian Times