Publicado em 19/04/2013 as 12:00am

Xerife "caçador de imigrantes" recebe bomba pelos correios no Arizona

Na semana passada, as autoridades interceptaram uma encomenda endereçada ao Xerife Joe Arpaio, do Arizona, que conquistou projeção nacional por sua campanha aberta contra a imigração ilegal no país.

O inspetor postal Andrew Rivas inspecionou o pacote e suspeitou o suficiente para ligar para o grupo local de controle de explosivos e agentes do FBI.
“Nós evacuamos o prédio dos correios, levamos todos os funcionários à uma área de segurança”, Rivas disse ao canal de TV local KTVK.
Arpaio, xerife do Condado de Maricopa, informou que agentes do Departamento de Polícia de Flagstaff vistoriaram o pacote através de máquinas de raios-X e o neutralizaram na noite de quinta-feira.
Autodenominado o “xerife mais durão da América”, Joe Arpaio, conquistou a reeleição em novembro de 2012, vencendo o ex-sargento de polícia Paul Penzone, do Condado de Maricopa, Arizona. “Essa é a minha sexta vez; estou indo para o número sete”, disse ele na ocasião ao canal de TV Fox 5, na cidade de Phoenix. Durante a entrevista, o xerife ofereceu o “cachimbo da paz” à comunidade latina.
“Eu gostaria de me aproximar da comunidade latina; se isso acontecer, para tentar explicar o que nós fazemos e melhorar o relacionamento”, disse ele.
Entretanto, ele acrescentou: “Vou continuar a fazer o que eu vinha fazendo”.
A guerra declarada por Arpaio contra os imigrantes indocumentados o tornou uma figura política nacional no que diz respeito aos assuntos referentes aos latinos. O xerife, de 80 anos de idade, atraiu atenção nacional por sua linha dura no que diz respeito à imigração ilegal. Representando um estado no qual mais de 30% da população é latina, Arpaio enfrentou a reeleição mais difícil de sua carreira.
Quando o jornalista sugeriu que a disputa foi acirrada, ele respondeu: “Doze por cento não é acirrado. Eu conquisto doze por cento todas as vezes em que concorro”.
O ponto de vista radical de Arpaio o ajudou a levantar US$ 8 milhões de fundos para sua campanha de reeleição, sendo que a maior parte da verba veio de fora do Arizona. Em contraste, seu oponente democrata levantou somente US$ 527 mil.
Arpaio é acusado de preconceito racial, perseguição aos latinos e por fazer cumprir a controversa lei SB-1070. Já Perzone recebeu um grande apoio da comunidade, especialmente entre os latinos, que tentam acabar com a carreira de 20 anos do xerife.
Perzone é um policial aposentado que jurou erradicar a política da administração Arpaio, que tem alienado grande parte da população latina no Arizona. Ele argumenta que Arpaio tornou o posto de xerife em uma máquina política que focaliza mais a imagem que a segurança pública. Apesar de sua popularidade entre os latinos, Arpaio venceu as eleições.

legenda
Arpaio: “Vou continuar a fazer o que eu vinha fazendo&rdquo

Fonte: Brazilian Times