Publicado em 1/05/2013 as 12:00am

Mais uma brasileira morre depois de fazer cirurgia plástica nos EUA

A enfermeira brasileira Adriana Silva estava na Flórida para realizar uma cirurgia plástica, o que segundo o namorado, era seu maior sonho

Duas horas após o procedimento, o namorado foi buscá-la no hospital, e garante que ela foi colocada no carro por uma enfermeira, e ainda estava sedada. “Quando eu cheguei lá, eu assustei, eu nunca vi ninguém desse jeito”. Segundo ele, ela passou a noite toda desacordada, sentada na cadeira de rosas. “Eu liguei para o médico e ele disse que isso era normal, que ela estava anestesiada”.  O médico, procurado pela “Record”, disse que a paciente estava alerta quando deixou a clínica, o que é negado pelo

namorado. Na noite seguinte, com Adriana ainda dormindo, ele chamou uma ambulância. Ela foi internada em

estado crítico e morreu na UTI. Adriana tinha um filho de cinco anos e uma filha de 13. Antes da cirurgia, Adriana assinou um documento, onde abria mão de processar a clínica, caso houvesse alguma complicação cirúrgica. De acordo com a reportagem da “Record”, esse procedimento é comum na Flórida, já que não é obrigatório que o

médico tenha especialização em cirurgia plástica e não conte com seguro contra negligência, o que faz com que tais cirurgias sejam consideradas de baixo custo no estado.

Fonte: Brazilian Times

Top News