Publicado em 13/05/2013 as 12:00am

Congresso anual da ABI-Inter aprova novo Estatuto e cria primeiras Seções Regionais

Reunião expôs metas alcançadas em 2012, debateu futuros projetos e expulsou membro do Conselho de Ética

Fort Lauderdale (FL) – Integrando o ensejo dos importantes eventos ‘Focus Brasil’ e  ‘Brazilian International Press Awards’ realizados em maio, na Flórida, e que atraem milhares de brasileiros residentes nos EUA, Europa, Brasil e Ásia ao estado, a direção da ABI-Inter (Associação Brasileira de Imprensa Internacional) efetuou no último sábado sua Reunião Anual, nas dependências do Broward Center for the Performing Arts, da cidade de Fort Lauderdale (FL), contando com a presença de seus profissionais de mídia associados vindos de diversos estados americanos, além do Brasil e da Europa.

O encontro, ao qual esteve presente a maioria dos membros da diretoria-executiva, dos Conselhos de Ética e Fiscal, e do Departamento de Marketing, foi aberto pelo presidente Zigomar Vuelma, que expôs os resultados obtidos pela entidade durante o ano de 2012, inclusive o grande aumento de associados conquistado após sua viagem e da Secretária Laine Furtado à Inglaterra e ao Japão, respectivamente, para apresentação das propostas da ABI-Inter àquelas comunidades.

Todas as alterações no Estatuto vigente sugeridas durante reuniões realizadas em meses anteriores pela Diretoria-Executiva foram apresentadas aos presentes pela Secretária Laine Furtado e esclarecidas em pormenor. A assembleia-geral votou em favor de todas as alterações, entendendo que o novo Estatuto se aplica melhor ao andamento da entidade.

O Tesoureiro Eraldo Manes fez uma clara exposição de todas as metas alcançadas pela Tesouraria, como a atualização do Imposto de Renda da entidade junto ao Tesouro americano, do registro da ABI-Inter com os órgãos federais americanos competentes, e se dispôs a oferecer cópias da Contabilidade para mostrar a transparência da atual gestão.

Os diretores de Marketing Carlos Borges e Antonio Carlos Martins manifestaram otimismo na pressão a ser exercida pela ABI-Inter e seus associados junto aos consulados e embaixadas na intenção de que veículos de Comunicação brasileiros no exterior consigam parte da verba que o governo brasileiro dedica às mídias no Brasil. “Prova de que isso pode ter resultados é que o Consulado do Brasil em Miami já passou a aplicar em propaganda em jornais da Flórida”, ressaltou Antonio Martins.

Aprendendo com os erros – As maiores críticas foram proferidas pelo 1º Secretário da Associação, Gilvan De Sergipe.  O diretor-executivo pediu a reflexão de todos nos projetos discutidos no Congresso de 2012 e que falharam ou que não sairam do papel por falta da unidade em torno da ABI-Inter. Gilvan de Sergipe culpou a ineficiência do Conselho de Ética pelo atraso na elaboração de um Código de Ética, o desinteresse de uns diretores pela inoperância do website da entidade, principal causa da disfunção no feedback entre diretoria e associados. “Somente se incentivando a criação de Seções Regionais, democratizando as importantes decisões dessa Associação e se disponibilizando uma plataforma virtual eficiente e séria  é que conseguiremos ver alguns avanços verdadeiramente significativos para essa entidade”, alertou o 1º Secretário.

A proposta da criação de Seções Regionais deu os primeiros passos já com aprovação dos nomes da webdesigner Márcia Curvo e do jornalista Jehozadak Pereira para formarem os primeiros núcleos da ABI-Inter na Europa e no norte dos EUA, respectivamente, e que ficarão responsáveis por agregar profissionais, debater projetos, e gerenciar os contatos da Associação com a Holanda e Massachusetts. Também foi votado o nome de Edilberto Mendes para presidente do Conselho de Ética. O conselheiro Paulo Monauer foi expulso do Conselho de Ética por voto dos conselheiros presentes, devido a inúmeras acusações de comportamento anti-ético e desagregador.

Diversos membros se manifestaram com ideias e propostas para alavancar novos projetos. Temas como intercâmbio com entidades promotoras de eventos culturais, prazo de validade da carteira da Associação, conflitos entre profissionais concorrentes, carta de desagravo ao Consulado de Miami por boicotar alguns veículos locais, dentre outros assuntos, foram discutidos pelo ex-presidente Roberto Lima, de Nova Jersey, Paulo Correa, da Flórida, Márcia Curvo, da Holanda e Silvana Magda, de Nova York. Alguns profissionais de mídia presentes ao seminário internacional Focus Brasil, que estava sendo realizado na Flórida, se filiaram à ABI-Inter horas antes do início da reunião anual a fim de participarem do Congresso da entidade.

 

Fonte: Brazilian Times